06:47 25 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Dólares e relógio

    Será que países do BRICS encontrarão alternativa ao dólar no futuro próximo?

    CC0 / Pixabay
    Economia
    URL curta
    Tatyana Yudina
    10211

    Os países do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) prestam muito atenção ao aumento de cooperação econômica dentro do grupo. O membro do Conselho Empresarial do BRICS, Kirill Dmitriev, falou de projetos conjuntos do BRICS, bem como de possibilidade de abandonar a moeda americana nas transações mútuas.

    Às margens do Fórum de Investimentos da Rússia, Kirill Dmitriev, diretor-geral do Fundo de Investimento Direto da Rússia e membro do Conselho Empresarial do BRICS, respondeu a perguntas da Sputnik Brasil sobre as perspectivas de cooperação financeira no âmbito do BRICS. 

    O especialista sublinha que hoje, no âmbito do BRICS, foram realizados projetos de infraestrutura bem-sucedidos, e no futuro o número desses projetos aumentará significativamente. Por exemplo, o Novo Banco de Desenvolvimento já aprovou mais de 30 projetos, quatro deles projetos brasileiros ligados a energia renovável, desenvolvimento urbano e infraestrutura sustentável. 

    "Na Rússia já foi realizado um projeto de investimento com o banco do BRICS [Novo Banco de Desenvolvimento]. Trata-se das pequenas hidrelétricas na república de Carélia. É um projeto muito interessante, e o primeiro realizado pelo banco do BRICS na Rússia. Além disso, no âmbito de cooperação com os países do BRICS, temos o fundo conjunto com a China, e já foram aprovados 30 acordos, incluindo a construção de uma ponte sobre o rio Amur, um bom projeto de infraestrutura. No futuro próximo planejamos realizar também projetos conjuntos com a Índia", explicou Dmitriev. 

    Quanto à possibilidade de encontrar uma alternativa ao dólar estadunidense, Dmitriev declarou que "os países do BRICS se concentram em usar suas próprias moedas nas transações entre si, enquanto o yuan chinês desempenha papel cada vez mais importante". 

    Comentando a iniciativa de criar uma criptomoeda do BRICS (essa proposta foi discutida pela primeira vez em 2017) ou apresentar uma das moedas nacionais de um país membro da BRICS como alternativa ao dólar, o financista sublinha que, embora seja prematuro falar sobre o abandono total da divisa estadunidense, o volume das transações em moedas nacionais dos países aumentou. 

    "Dados sobre detentores estrangeiros dos títulos estadunidenses refletem mais uma tendência importante: nos últimos dois anos observamos uma queda drástica [no volume dos títulos do Tesouro dos EUA que pertencem aos investidores estrangeiros]. Isso ainda não levou a uma grave crise de dívida só porque investidores americanos aumentaram bruscamente suas compras desses títulos", disse ele. 

    O Fórum de Investimentos da Rússia está sendo realizado na cidade de Sochi entre 14 e 15 de fevereiro. O objetivo principal do Fórum é apresentar potencial econômico e de investimento da Rússia. 

    Mais:

    Qual é o futuro do BRICS na era Bolsonaro?
    Tags:
    cooperação bilateral, infraestrutura, criptomoedas, desdolarização, África do Sul, Brasil, Índia, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar