17:42 17 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Nord Stream 2, em construção no Mar Báltico.

    'Terror econômico': embaixador americano ameaça empresas alemãs ligadas ao Nord Stream 2

    Nord Stream 2
    Economia
    URL curta
    10035

    O embaixador dos EUA na Alemanha, Richard Grenell, ameaçou que as empresas alemãs envolvidas no projeto do gasoduto russo-europeu Nord Stream 2 (Corrente do Norte 2) poderiam ser sancionadas, revelou a edição Bild am Sonntag.

    Em cartas enviadas a várias empresas alemãs, o diplomata lembrou que os EUA "se opõem firmemente" o gasoduto para fornecer gás russo à Alemanha através do mar Báltico. Grenell disse que a participação do projeto teria "sérias consequências geopolíticas" para os aliados e parceiros europeus de Washington.

    "Sublinhamos que as empresas envolvidas na exportação de energia russa estão envolvidas em atividades que têm um risco significativo de sanções", lê-se no documento, apelando às empresas alemãs para "considerar o perigo que esse projeto representa para a segurança energética europeia, bem como os custos de reputação e o risco associado de penalidades".

    A porta-voz de Grenell disse ao Bild que "a carta não deve ser interpretada como uma ameaça, mas como uma mensagem clara da política norte-americana". Entretanto, parece provável que o essas declarações do embaixador vao provocar novas tensões entre Washington e Berlim, opina a edição alemã.

    Anteriormente, o chanceler alemão Heiko Maas, sublinhou que "os assuntos relacionados com a política energética europeia devem ser decididos na Europa, não nos EUA".

    O cientista político, Mikhail Smolin, rexplicou à emissora RT que a pressão exercida pelos EUA em relação ao projeto Nord Stream 2 revela a importância para o presidente dos EUA Donald Trump de "ganhar guerras econômicas específicas, batalhas em temas muito concretas".

    Washington planeja entrar no mercado europeu, "eliminando a concorrência com este tipo de pressão política", que não só exerce sobre a UE e em países certos, mas também sobre empresas, que são "menos capazes de resistir", disse o analista, qualificando essa política como um "terror econômico" aplicado contra "pontos específicos".

    O projeto Nord Stream 2 envolve a construção de dois gasodutos de gás da Rússia para a Alemanha, com capacidade total de 55 bilhões de metros cúbicos de gás natural por ano. O gasoduto, com um troço submarino através do mar Báltico, está orçado em cerca de 9,5 bilhões de euros (cerca de R$ 42,5 bilhões). Espera-se que seja lançado antes do final de 2019.

    Mais:

    Mídia: aliança entre China e Rússia é 'pesadelo' para EUA
    Índia ultrapassará os EUA como 2ª economia mais poderosa do mundo, diz relatório
    Damasco: ataques regulares de Israel contra Síria só são possíveis devido ao apoio dos EUA
    Tags:
    sanções, gasoduto, Nord Stream 2, Rússia, Alemanha, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar