04:43 11 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Barras de ouro

    Irã aposta em metais preciosos para enfrentar sanções americanas

    © AFP 2018 / Paul J. Richards
    Economia
    URL curta
    1121

    A Companhia de Produção e Fornecimento de Minerais do Irã (IMPASCO, na sigla em inglês) firmou um memorando de entendimento com um grupo industrial e uma empresa privada local para desenvolver seis minas de ouro e cobre de pequeno porte ao longo do país, relatou a mídia local.

    De acordo com a mídia, as novas minas serão desenvolvidas no âmbito de um programa de revitalização, ativação e desenvolvimento de minas de pequena escala.

    Além de impulsionar a produção dos minérios e seu processamento, o programa governamental iraniano visa aumentar a empregabilidade, criar valor agregado e "alcançar os objetivos de uma economia resistente".

    No início de novembro, os EUA introduziram o segundo pacote de sanções contra o Irã, afetando inclusive o setor financeiro e petrolífero.

    O Irã está entre os 15 países mais ricos do mundo em minério com suas reservas totais de ouro sendo estimadas em aproximadamente 340 toneladas métricas. Segundo informações do Conselho Mundial do Ouro (WGC), no segundo trimestre de 2018 a demanda pelas barras e moedas de ouro no Irã subiu cerca de 200%, alcançando 15,2 toneladas — o nível mais alto nos últimos quatro anos.

    A medida foi explicada como reação ao primeiro pacote de sanções americanas que atingiram o comércio de metais e o setor automobilístico iraniano.

    Mais:

    Daesh usou ouro e prata para terroristas derrubarem aeronaves e usarem armas químicas
    Ouro venezuelano é da Venezuela e não do Banco da Inglaterra, declara ativista
    EUA explicam planos de sancionar Irã: 'Espremê-los até que não sobre nada'
    Tags:
    emprego, minas, produção, ouro, economia, sanções, Conselho Mundial de Ouro (WGC), Irã, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik