13:47 15 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Um guindaste de construção (foto referencial)

    Brasil perdeu mais de 430 mil empregos na construção em um ano

    CC0 / Pixabay
    Economia
    URL curta
    411

    A indústria da construção a perdeu 432 mil empregos formais entre 2015 e 2016, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira.

    IBGE divulgou a Pesquisa Anual da Indústria da Construção 2016 (Paic). O estudo apontou que em 2016 a atividade da construção somou R$ 318,7 bilhões em incorporações, obras e serviços da construção.

    O valor das obras e serviços da construção atingiu R$ 299,1 bilhões, sendo que 31,5% provenientes de obras contratadas por entidades públicas (R$ 94,1 bilhões) e o restante por pessoas físicas e/ou entidades privadas.

    Carteira de Trabalho e Previdência Social
    Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas
    As empresas ativas da indústria da construção com mais de uma pessoa ocupada totalizaram 127 mil, ocupando cerca de dois milhões de pessoas em 2016. 

    Paic é realizada pelo IBGE desde 1990. As informações dão suporte à análise e ao planejamento econômico de empresas do setor privado e dos diferentes níveis de governo.

    Praticamente no auge da crise econômica do país, o setor de infraestrutura foi o que mais sofreu com a falta de recursos e a suspensão de investimentos importantes para o setor.

    Além disso, também segundo IBGE, a participação das obras de infraestrutura na construção civil teve forte queda entre 2007 e 2016, passando de 41,3% para 29,5% do valor adicionado.

    Mais:

    Desemprego cresce e país tem 13,1 milhões de pessoas desempregadas
    Desemprego e trabalho informal voltam a crescer no Brasil
    Benefícios sociais estão impedindo crescimento econômico do Brasil?
    Tags:
    desemprego, construção civil, IBGE, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik