17:07 18 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Li Keqiang, primeiro-ministro chinês (arquivo)

    Primeiro-ministro promete maior abertura da economia da China

    © AFP 2018 / KIRILL KUDRYAVTSEV
    Economia
    URL curta
    340

    O primeiro-ministro da China, Li Keqiang, prometeu que o seu país se abrirá ainda mais às importações e aos investimentos estrangeiros, além de abrir também as suas indústrias de manufatura a competidores internacionais.

    Em coletiva de imprensa nesta terça-feira, o premiê chinês explicou que Pequim planeja eliminar tarifas de importação de remédios e reduzir os impostos sobre outras mercadorias. Segundo ele, o país vai abrir "completamente o setor de manufatura", com maior proteção à propriedade intelectual. 

    "Se há uma coisa que será diferente do passado é o fato de que a China vai se abrir ainda mais", afirmou o primeiro-ministro.

    O governo chinês tem estado sob forte pressão internacional para fazer mudanças significativas em sua economia. Embora Pequim tenha prometido abrir mais indústrias ao setor privado e à competição estrangeira, diversos grupos interessados no gigantesco mercado chinês reclamam que as mudanças ocorrem muito lentamente.

    Mais:

    China: guerra do aço de Trump terá 'impacto enorme' na economia global
    Quão suprema é a economia da China?
    Tags:
    abertura, economia, Li Keqiang, Pequim, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik