16:47 24 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Operário em fundição de aço (Arquivo)

    Indústrias de aço e de alumínio do EUA estão mortas, diz Trump

    © Sputnik / Aleksandr Kondratuk
    Economia
    URL curta
    314

    O presidente dos EUA, Donald Trump afirmou que as indústrias de aço e de alumínio do país morreram e que chegou a hora de mudanças.

    "Nós perdemos quase em todos os acordos comerciais. Há muitos anos que nossos amigos e nossos adversários têm beneficiando por conta dos EUA. Nossas indústrias de aço e de alumínio morreram. Desculpem, mas chegou a hora de mudanças!", escreveu Trump em sua conta no Twitter.

    Nesta quinta-feira (1), o presidente dos EUA comunicou que o país introduzirá taxas de 25% sobre as importações de aço e de 10% sobre o alumínio. De acordo com o líder norte-americano, as taxas serão aplicadas por um longo período do tempo. Além disso, na sexta-feira (2) Trump declarou que "quando um país perde muitos bilhões de dólares no comércio com praticamente todos os países com que ele negocia, as guerras comerciais são adequadas e fáceis de vencer".

    Por sua vez, a Comissão Europeia expressou seu desacordo com as taxas previstas. Espera-se que o organismo tome decisão sobre medidas de resposta nesta quarta-feira (7).

    De acordo com a Associação Mundial de Aço, em 2017 os EUA produziram 81,6 milhões de toneladas de aço, sendo este número maior que nos anos de 2015 e 2016 (78,9 e 78,5 milhões de toneladas respetivamente), contudo, menor que nos anos anteriores, de 2011 a 2014 (de 86 a 88 milhões de toneladas em médio). Na produção de aço, os EUA ocupam o quinto lugar no mundo e na produção de alumínio, em 2016, o nono lugar. 

    Mais:

    Netanyahu viaja para os EUA e promete discutir Irã com Trump
    Ex-estrategista de Trump chama Berlusconi de 'um dos maiores líderes do século XXI'
    Tags:
    alumínio, aço, indústria, Donald Trump, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik