07:47 21 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Bitcoin, criptomoeda

    Bitcoin está à beira de colapso? O que causará divisão do mercado de criptomoedas

    © Sputnik/ Vladimir Astapkovich
    Economia
    URL curta
    2285343

    Ainda em agosto, Bitcoin, a criptomoeda mais popular e mais cara do mundo, foi dividida em duas: Bitcoin Classic и Bitcoin Сash. A decisão foi tomada a fim de aperfeiçoar o funcionamento do sistema para usuários massivos.

    Há pouco que o Bitcoin Classic caiu e perdeu 30% de seu valor, enquanto o Bitcoin Cash subiu 35%, atingindo neste domingo (12) US$ 2.426 (R$ 8.000). Há pouco tempo, a situação com o Bitcoin melhorou um pouco, e o valor do Cash se ajustou. Contudo, os criadores do Bitcoin Classic não descartaram que a moeda pode deixar de existir até maio de 2018, fazendo com que Bitcoin Cash assuma posição principal. 

    Nesta matéria, a Sputnik explica motivos da próxima divisão do mercado de criptomoedas, se é preciso ou não esperar a queda drástica do valor e se isso levará ao rompimento da bolha do Bitcoin.

    O que aconteceu

    No sábado, em apenas algumas horas, o Bitcoin Classic se desvalorizou em 600 dólares, atingindo US$ 6.720 (R$ 22.179). Em dois dias, a criptomoeda foi desvalorizada em US$ 1.000 dólares (R$ 3.300), mas, em 8 de novembro, bateu recorde quanto ao seu valor: US$ 7.880 dólares (R$ 26.010). Isso aconteceu quando os organizadores do Hard Fork do SegWit2X abandonaram seus planos iniciais. 

    A segunda separação do Bitcoin estava agendada para 16 de novembro, quando deveria aparecer mais uma moeda virtual, que seria a principal. Tanto os autores principais com os mineiros de criptomoeda concordaram com a ideia de divisão. Contudo, segundo analistas, a comunidade foi enfestada de incertezas quanto ao desejo de empresas de grande porte de tornar o Bitcoin em "propriedade privada".

    "Negociantes começaram a comprar Bitcoins para duplicar suas reservas até 16 de novembro. Devido ao cancelamento da separação, eles começaram a vender Bitcoins e a comprar Bitcoin Cash", explica Aleksei Bragin, economista e membro do conselho de diretores do Blockchain Community.

    "Bitcoin Cash possui algumas diferenças ao Bitcoin Classic, que o tornam mais fácil de ser usado: por exemplo, aprovação de transações é duas vezes mais rápida com Bitcoin Cash", assinala Aleksei Bragin.

    "Além disso, investidores procuram o benefício, pois o cancelamento de SegWit2X contribuiu para o aumento da demanda do Bitcoin Cash, já que sua mineração se tornou mais benéfica do que a do o Bitcoin Classic", acrescenta outro especialista, Aleksandr Borodich, fundador do blockchain Universa.

    Assim, hoje em dia, Bitcoin Cash está vivendo o crescimento especulativo devido ao interesse pela moeda e influxo de novos investidores que "abalam" seu valor. Contudo, caso Bitcoin Cash cresça daqui a quarto ou cinco meses em termos de capitalização e tecnologia e comece a superar o Bitcoin Classic, será um precedente para o mercado de criptomoedas, o que levará a desvalorização do Bitcoin Classic.

    Qual seria a queda

    Segundo Bragin, não se trata de confronto entre criptomoedas, pois, a existência das duas, aparentemente, independe uma da outra. 

    "O valor atual do Bitcoin Classic caiu quase o mesmo que ganhou o Bitcoin Cash, comprovando que complementam uma a outra", frisa o analista.

    Bitcoin
    Bitcoin

    Contudo, de acordo com ele, Bitcoin Classic não conta com um apoio certo: tudo depende do mercado. Por exemplo, um mês atrás, três mil dólares por um Bitcoin era muito, em 2011, três dólares por um Bitcoin era muito. Assim, a taxa do Bitcoin Classic, caso Bitcoin Cash se torne moeda principal, pode cair para cem dólares.

    Porém, observadores acreditam que uma queda de mais de mil dólares seja quase impossível.

    Quando a bolha romper

    Bitcoin
    © REUTERS/ Benoit Tessier/File Photo
    Em breve, não ocorrerá desvalorização do Bitcoin a indicadores mínimos; seu valor pode variar de US$ 5.000 (R$ 16.493) para cima, e quando a “febre do Bitcoin Cash” passar, o valor novamente pode aumentar, acredita o fundador do blockchain Universa.

    De acordo com ele, a situação atual não revela sinais de rompimento da bolha. Bitcoin Cash não poderá substituir o Classic até demonstrar capitalização estável: primeiramente, a moeda superou Ethereum, depois aconteceu uma queda grave. Enquanto isso, o valor do Bitcoin Classic recupera suas posições após a queda.

    "Esperamos que a moeda continue reforçando e nos próximos meses possa atingir valor de nove mil dólares [R$ 29,7 mil]", prevê Borodich.

    Especialistas assinalam que a criptomoeda pode cair mais do que 5.500 dólares, ou seja, 18.137 de reais. 

    "Até um determinado nível, todos acreditavam que era preciso seguir um padrão, depois ficou evidente que se tratava de uma bolha. Então, hoje em dia, caso Bitcoin Cash prove sua solvabilidade e vire a moeda principal, será valorizada, enquanto o preço do Classic cairá. Tudo depende do mercado", explicou Bragin.

    Mais:

    Bitcoin, a moeda virtual, vai de vento em popa no Brasil
    Bitcoin bate mais um recorde nesta quinta-feira
    Bitcoin eliminará sistema bancário mundial?
    Tags:
    criptomoeda, colapso, bitcoin
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik