00:14 24 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Segundo agência, a economia do país soube conter o impacto da queda do preço do petróleo

    Moody's: PIB russo crescerá 1,5% em 2017 e 2018

    © Sputnik/ Vladimir Trefilov
    Economia
    URL curta
    1153980

    A agência de classificação de riscos Moody's afirmou hoje que o Produto Interno Bruto (PIB) da Rússia terá um crescimento real de 1,5% neste ano e no ano que vem, à medida que a economia do país segue se recuperando de um período de recessão provocado pela queda no preço do petróleo e pelas sanções ocidentais.

    "A Moody's prevê que o crescimento real do PIB será de 1,5% por ano em 2017 e 2018", diz o comunicado divulgado pelo serviço de investidores da agência

    De acordo com a vice-presidente sênior da Moody's, Kristin Lindow, graças a uma gestão efetiva de micropolíticas, a Rússia conseguiu conter com sucesso o impacto das mudanças no mercado petrolífero.

    A previsão é a de que o crescimento da economia russa seja liderado por ganhos domésticos, rendas reais e abrandamento da política monetária. Além disso, a taxa de déficit público em relação ao PIB terá quedas tanto em 2017 como em 2018, devido à consolidação fiscal e perspectiva de receitas maiores. A expectativa é a de que chegue a 1,8% no ano que vem, comparada a 3,7% em 2016.

    Ainda de acordo com a agência, o estresse no sistema bancário ou o enfraquecimento material na capacidade do país de absorver choques poderiam colocar uma pressão negativa na classificação de crédito da Rússia, enquanto a realização de reformas adicionais que aumentem a diversidade econômica e a produtividade seria um aspecto positivo. 

    Mais:

    Pé no freio: China anuncia meta de crescimento do PIB para 2017
    Dragão perde o fôlego: China registra menor PIB em 26 anos
    Novo Banco de Desenvolvimento dos BRICS aprova estratégia de crescimento
    Comércio bilateral entre Rússia e China emplaca novo recorde de crescimento
    FMI: Brasil terá segundo pior crescimento econômico da América Latina em 2 anos
    Tags:
    economia, crescimento, PIB, Moody's, Kristin Lindow, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik