11:23 20 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Mais de 40 países já demonstraram interesse em ficar esse tipo de acordo com o bloco

    Israel espera iniciar ainda em 2016 conversas de livre comércio com União Eurasiática

    © REUTERS/ Ammar Awad
    Economia
    URL curta
    União Econômica Euroasiática (14)
    234

    Israel espera começar as discussões sobre o estabelecimento de uma zona de livre comércio com a União Econômica Eurasiática (UEE) antes do final de 2016, com a expectativa de assinar uma acordo em poucos anos, segundo afirmou nesta segunda-feira Zeev Elkin, ministro de Assuntos de Jerusalém e Patrimônio de Israel.

    A UEE, formada por Rússia, Bielorrússia, Armênia, Cazaquistão e Quirguistão, entrou em vigor oficialmente no ano passado, com o objetivo de encorajar a integração econômica regional através do livre tráfego de mercadorias, serviços e pessoas dentro do bloco. Até o momento, mais de 40 países já expressaram o desejo de criar uma zona de livre comércio com a organização. 

    "A primeira rodada formal de conversas está para ser realizada em breve. O local e a data ainda estão em discussão. Eu espero que ocorra ainda neste ano. Normalmente, tais conversas não podem ser limitadas a uma única rodada, mas requer dois ou três anos de discussões", disse Elkin, que também preside a comissão intergovernamental Rússia-Israel. 

    "A Rússia, obviamente, desencadeia esse processo. No entanto, nós devemos também levar em consideração os interesses dos outros membros da UEE. Isso torna o processo mais complicado do ponto de vista burocrático. Mas espero que a gente assine o acordo dentro de alguns anos". 

    Tema:
    União Econômica Euroasiática (14)

    Mais:

    Opinião: acordo entre UEE e Sérvia depende da ampliação da lista de produtos isentos
    Rússia espera que UEE e Mercosul assinem acordo de cooperação em 2016
    Ministro russo: Mais de 40 países querem aderir à União Econômica Eurasiática
    Tags:
    União Eurasiática, União Econômica Eurasiática, UEE, Zeev Elkin, Quirguistão, Cazaquistão, Armênia, Bielorrússia, Rússia, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik