21:39 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    15972
    Nos siga no

    Armas hipersônicas intercontinentais já estão em serviço na Rússia, disse nesta quarta-feira (13) o presidente russo Vladimir Putin na conferência Semana da Energia da Rússia.

    Ele também falou sobre a velocidade alcançada pelas armas hipersônicas da Rússia e dos EUA.

    "Mach 3 [3.675 km/h] é o que está sendo desenvolvido nos EUA, e até um pouco mais. Os nossos sistemas voam a uma velocidade superior a Mach 20 [cerca de 24.480 km/h]. Não são simplesmente hipersônicos, são mísseis intercontinentais. É uma arma muito mais séria, e elas já estão em serviço na Rússia", afirmou o presidente, acrescentando que outros países também estão desenvolvendo sistemas semelhantes e que, no futuro próximo, exércitos altamente tecnológicos em todo o mundo terão sistemas similares.

    Putin observou também que Rússia está pronta para realizar negociações com os EUA relativamente à redução dos armamentos ofensivos levando em conta a existência de armas altamente tecnológicas.

    Míssil balístico intercontinental Yars durante ensaio para parada militar em Moscou (foto de arquivo)
    © Sputnik / Vladimir Astapkovich
    Míssil balístico intercontinental Yars durante ensaio para parada militar em Moscou (foto de arquivo)

    "Gostaria salientar que, tendo estes sistemas, e ultrapassando pela primeira vez os nossos principais concorrentes em sistemas de armas de alta tecnologia, neste caso os EUA, nós não abusamos, não ameaçamos ninguém. Além disso, estamos prontos para negociar a redução das armas ofensivas e, partindo do interesse dos parceiros americanos, estamos prontos a considerar que possuímos tais sistemas, e de uma forma ou outra ter isso em conta no processo de negociação", disse o líder russo.

    Vale ressaltar que, na semana passada, a Marinha da Rússia conduziu pela primeira vez testes do míssil hipersônico Tsirkon a partir de um submarino nuclear.

    O lançamento, contra um alvo convencional, foi realizado nas águas do mar de Barents a partir do submarino Severodvinsk do projeto 885 Yasen, em posição submersa.

    Mais:

    Arma russa 'aterrorizante' deve ser alvo nº 1 da OTAN em eventual conflito com Rússia, diz jornal
    Caças russos Su-57 serão equipados com novo míssil hipersônico antinavio
    Sistema russo S-400 repele em testes ataque maciço de inimigo convencional (VÍDEO)
    Tags:
    mísseis intercontinentais, armas hipersônicas, Rússia, EUA, Vladimir Putin
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar