01:35 25 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    11613
    Nos siga no

    Para poder utilizar este tipo de aeronaves no mar, a Força Aérea de Autodefesa do Japão realizou a modificação de dois porta-helicópteros.

    Nesta terça-feira (5), as Forças de Autodefesa do Japão anunciaram ter concluído com êxito o treinamento de pouso e decolagem de caças F-35B da Marinha dos EUA em seu porta-helicópteros modificado, o Izumo.

    Em uma coletiva de imprensa, o ministro da Defesa japonês, Kishi Nobuo, confirmou a notícia, enfatizando que a operação ocorreu em águas próximas da ilha de Shikoku, segundo a agência de notícias Kyodo.

    O ministro observou que o objetivo era resolver os problemas da incorporação dos F-35B à Força Aérea de Autodefesa japonesa, adicionando que os exercícios "ajudaram a melhorar a interoperabilidade do Japão e dos EUA".

    ​No dia 3 de outubro, a Força Marítima de Autodefesa do Japão conduziu a verificação de pouso e decolagem do F-35B no JS Izumo com a assistência do Ministério da Defesa dos EUA, e continuará fortalecendo a aliança Japão-EUA.

    Em meio à tensão com a China na região, as autoridades japonesas decidiram converter seus porta-helicópteros Izumo e Kaga em porta-aviões.

    A Força Aérea de Autodefesa planeja começar a utilizar 42 caças F-35B a partir de 2024.

    O uso dos navios como porta-aviões poderia violar a Constituição japonesa. No entanto, os militares japoneses asseguram que as modificações não têm como objetivo fortalecer as capacidades de ataque dos navios e que a modificação está de acordo com o princípio atual de defesa do país.

    Mais:

    Militares dos EUA no Japão despejam unilateralmente águas contaminadas afirmando que são seguras
    Coreia do Norte lança 2 mísseis balísticos em direção ao mar do Japão, Seul e Tóquio confirmam
    Ministério da Defesa do Japão diz ter detectado submarino da China perto de suas águas territoriais
    Tags:
    Japão, EUA, avião de ataque, avião de combate, avião de assalto, exercícios, exercícios conjuntos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar