04:27 30 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2201
    Nos siga no

    O Japão estaria considerando reduzir o número de caças F-15 incluídos no programa de modernização, que deveriam ser equipados com mísseis antinavio de longo alcance LRASM dos EUA.

    De acordo com a agência de notícias Kyodo, o Japão está considerando abandonar os planos de adquirir mísseis antinavio de longo alcance LRASM, de fabricação norte-americana, para os caças F-15 devido ao aumento dos custos.

    O custo inicial para reequipar os caças F-15 com mísseis LRASM apresentado por Washington aumentou para US$ 2,2 bilhões (R$ 11,2 trilhões).

    Uma das razões para o aumento é a escassez dos componentes eletrônicos necessários, segundo a Kyodo.

    O governo japonês estima que abandonando os planos para adquirir os LRASM o país economizará um valor significativo.

    O gasto na melhoria dos caças não foi incluído no orçamento fiscal do país para 2021, já que foi considerado que era necessário priorizar as negociações com os EUA para reduzir os custos.

    Além disso, Tóquio considerará reduzir o número dos F-15 incluídos no programa de modernização, segundo fontes do governo.

    Atualmente, planeja-se modernizar 70 dos 200 caças F-15 da frota japonesa.

    De acordo com o plano original, o Japão havia previsto modernizar seus caças com dois tipos de mísseis produzidos pelos EUA, o LRASM e o míssil ar-superfície JASSM, para impulsionar suas capacidades de defesa em torno das ilhas Ryukyu, que se estendem até Taiwan.

    Mais:

    Navios chineses entram nas águas territoriais do Japão em meio à disputa territorial
    Após descobrir substância gelatinosa com potencial radioativo, Japão reverá milhares de contêineres
    Escalada de tensão: Pequim diz lamentar 'declarações irresponsáveis' e 'calúnias' do Japão
    Tags:
    avião de assalto, avião de combate, avião de ataque, orçamento militar, orçamento, míssil, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar