06:09 14 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    446
    Nos siga no

    Aviões CV-22 Osprey das Operações Especiais dos EUA, implantados na Base Aérea de Yokota, no oeste de Tóquio, têm sido avistados com suas metralhadoras apontadas para baixo em direção a áreas residenciais por quase um ano.

    De acordo com o Comitê de Paz de Hamura, 40 aeronaves foram avistadas sobrevoando a cidade assim por mais de um ano, sendo que houve um mês com sete destes avistamentos com as metralhadoras dos aviões apontando para baixo.

    O ex-ministro da Defesa do Japão, Takeshi Iwaya, afirmou que desconhecia os detalhes de como os aviões norte-americanos estavam operando suas missões, segundo o The Mainichi. 

    Mieko Takahashi, chefe do comitê de Hamura, considera problemática a situação das missões norte-americanas, voando com as metralhadoras apontadas para fora e a baixa altitude, inclusive durante os voos noturnos.

    "Não devemos permitir que [os militares dos EUA] usem os céus sobre nossas áreas residenciais como campos de treinamento e nossos bairros como alvos. Não é admissível que os militares dos EUA façam o que bem entendem, e o governo japonês deve se defender e lidar com a situação", afirmou Takahashi.

    Por sua vez, as forças norte-americanas comunicaram que "a configuração de voo normal para o CV-22 Osprey inclui uma arma presa na parte traseira do avião em uma posição segura sem munição".

    "Todas nossas operações aéreas são conduzidas em correspondência com os acordos e regulamentos relevantes entre o governo dos Estados Unidos e o governo do Japão. Fazemos todos os esforços para minimizar nosso impacto nas comunidades locais enquanto garantimos a manutenção da proficiência em nossas operações de voo para a defesa do Japão", adicionaram os militares dos EUA.

    O CV-22 Osprey possui possibilidade de pouso e decolagem vertical, bem como capacidade de voo de cruzeiro de longo alcance e alta velocidade, tendo sido implantado na região japonesa em outubro de 2018.

    A aeronave tem como objetivo principal transportar tropas de operações especiais que conduzem operações antiterrorismo e missões de resgate de civis, podendo disparar tiros de metralhadora instalada no convés e apontada para trás da aeronave.

    Mais:

    China lança relatório e site sobre ilhas disputadas e expõe 'conluio' entre Japão e EUA
    Austrália, Japão e Índia formam iniciativa de cadeia de suprimentos para combater China
    Reforço militar da China em torno de ilhas disputadas suscita 'fortes preocupações', afirma Japão
    Tags:
    Japão, EUA, avião de assalto, avião de combate, avião de ataque, avião militar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar