06:09 24 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    8714
    Nos siga no

    A Marinha norte-americana conduziu uma operação de liberdade de navegação no sudoeste das águas do Japão em dezembro, em um movimento que contraria as declarações de soberania de Tóquio.

    De acordo com a 7ª Frota dos EUA, a operação do dia 15 de dezembro de 2020 foi realizada nas proximidades do estreito de Tsushima, entre Kyushu, uma das principais ilhas do Japão, e Coreia do Sul.

    Segundo o The Japan Times, os militares norte-americanos enfatizaram ter cumprido estritamente as regras internacionais. Contudo, as declarações japonesas são conflitantes.

    O governo japonês declarou que seu território marítimo é baseado em uma "linha de base reta", de acordo com a Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar, usada quando há marcas, ilhotas ou ilhas próximas da costa.

    O professor Shigeki Sakamoto, da Universidade de Kobe, em direito internacional, afirmou que "os EUA são contrários à linha de base reta, incluindo também o espaço aéreo sobre o território marítimo".

    Com isso, a operação de dezembro mostrou que os Estados Unidos são rigorosos sobre seu ponto de vista, mesmo quando contestam a interpretação de um aliado, conclui.

    Mais:

    Marinha dos EUA demonstra protótipo de drone cargueiro no porta-aviões USS Gerald Ford (FOTOS)
    Marinha dos EUA considera construção de nova classe de porta-aviões
    Marinha dos EUA revela ter testado novo lançador de mísseis antinavio, diz mídia
    Tags:
    disputa territorial, soberania, Marinha dos EUA, Marinha, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar