03:36 04 Março 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2260
    Nos siga no

    A nova unidade de artilharia autopropulsada Koalitsiya-SV mostrou sua capacidade de disparar em regime de "barragem", atingindo o alvo à distância com seis projéteis simultaneamente, segundo fonte militar.

    De acordo com a fonte, no modo de "fogo de barragem", o Koalitsiya-SV efetua disparos massivos em cadência contínua. O sistema permite disparar projéteis sob diferentes ângulos de forma a que atinjam simultaneamente o alvo. Como resultado, o inimigo é sujeito a um ataque massivo.

    "O primeiro projétil é disparado em um ângulo elevado usando a carga explosiva total. Depois disso, o ângulo do segundo disparo é reduzido, logo a carga do segundo projétil é menor, para que ele voe por uma trajetória mais baixa, com menor velocidade, e atinja o mesmo alvo [...]", afirmou a fonte.

    O sistema de controle de fogo do Koalitsiya-SV fornece cálculo automático, quase instantâneo, dos ângulos de elevação do canhão, bem como dos intervalos entre os disparos, dependendo da distância do alvo, da localização e das condições meteorológicas.

    "É necessário apenas inserir as coordenadas do alvo no sistema ou transmiti-las pelo canal de dados do sistema de controle", ressaltou.

    Além disso, o sistema reajusta os dados durante os disparos, considerando as velocidades verdadeiras dos projéteis, que são medidas pelo radar do Koalitsiya-SV.

    De acordo com dados previamente publicados, o sistema autopropulsado Koalitsiya-SV de 152 mm possui um alcance de 70 km.

    Canhão autopropulsado russo Koalitsiya-SV
    © Sputnik / Pavel Lisitsin
    Canhão autopropulsado russo Koalitsiya-SV

    Além disso, o blindado é dotado uma torre que pode ser controlada remotamente através de um sistema de comando e controle unificado.

    O Koalitsiya-SV é capaz de lançar mais de 11 projéteis por minuto, ressaltando que as cargas possuem elevada potência e podem ser guiadas por satélite, além de possuírem um sistema de pontaria automatizado.

    O novo sistema de artilharia é um sucessor dos sistemas do tipo Msta e é projetado para destruir postos de comando, sistemas de defesa aérea e defesa antimíssil, centros de comunicação, artilharia e baterias de morteiros, veículos blindados, incluindo tanques e armas antitanque.

    Mais:

    VÍDEO mostra detalhes do interior do novo tanque anfíbio russo Sprut-SDM1
    Tanques russos repelem ataque noturno durante exercícios (VÍDEO)
    EUA testam robô para eliminar tanques russos T-72
    Tags:
    Rússia, veículos blindados, veículo blindado, blindados, blindado, tanques, tanque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar