18:11 25 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    0416
    Nos siga no

    A Picatinny Arsenal comunicou nesta quinta (7) que o Exército dos EUA segue trabalhando para elevar a capacidade de sobrevivência de suas aeronaves através do desenvolvimento de contramedidas para enganar os mísseis inimigos.

    Estas contramedidas (sistemas decoy, chaff e flare) fazem parte de uma classe de dispositivos pirotécnicos e eletrônicos usados para proteger as aeronaves de mísseis guiados terra-ar e ar-ar.

    Com isso, os EUA visam combater as ameaças existentes, emergentes e futuras aos pilotos do Exército norte-americano e dos seus aliados.

    Clinton Plaza, engenheiro de computação da Picatinny Arsenal afirmou que as novas representações digitais de mísseis "podem ajudar a projetar melhor as contramedidas, bem como a ter ideia do que pode ou não funcionar durante o desenvolvimento, antes dos testes operacionais ocorrerem".

    O desenvolvimento de contramedidas descartáveis pode ser muito variado, dependendo da utilização e da necessidade, segundo o Defence Blog.

    Caças F-35 da Força Aérea dos EUA voam em Surprise, Arizona, EUA, 27 de fevereiro de 2020
    © AP Photo / Charlie Riedel
    Caças F-35 voando nos EUA

    De acordo com Plaza, estas informações seriam adicionadas no ambiente de modelagem e simulação para construir um modelo totalmente digital do sistema de contramedidas.

    "Após a criação do modelo e representação das ameaças, podemos trabalhar para desenvolver técnicas de contramedidas destinadas a derrotar o sistema de ameaças", ressaltou.

    A simulação pode ajudar a apontar as possíveis soluções, como "um flare mais brilhante ou maior, para enganar a ameaça inimiga".

    Mais:

    Após Suíça receber oferta de caças Eurofighter, EUA dizem que seus F-35 seriam 'melhor solução'
    Helicópteros da Marinha dos EUA serão equipados com ferramenta para caçar submarinos inimigos
    Senadores dos EUA introduzem legislação para impedir venda de drones e caças F-35 para os EAU
    Tags:
    equipamento militar, EUA, avião de ataque, avião de combate, avião de assalto, contramedidas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar