21:40 22 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    3751
    Nos siga no

    O bombardeiro furtivo chinês H-20 dará ao país verdadeira capacidade de ataque intercontinental, expandindo seu alcance muito além da costa do país, segundo o jornal South China Morning Post (SCMP).

    De acordo com o jornal, o bombardeiro subsônico está ainda em desenvolvimento, mas o Pentágono acredita que, quando estiver pronto, será capaz de atingir os territórios ultramarinos dos EUA, como Guam.

    Um relatório divulgado em Londres pelo Instituto Real Unido de Estudos de Defesa e Segurança (RUSI, na sigla em inglês) afirma que "armado com mísseis convencionais ou nucleares, o H-20 representaria uma grande ruptura com a doutrina anterior da Força Aérea da China e a sua prática de desenvolvimento de equipamentos".

    Além disso, o relatório afirma que o bombardeiro chinês, capaz de carregar 45 toneladas de carga útil, incluindo armas nucleares, "daria ao país uma capacidade completa de projeção de poder intercontinental".

    O H-20, anunciado pelo Exército chinês em 2016, é capaz de disparar quatro mísseis furtivos ou mísseis de cruzeiro hipersônicos.

    Anteriormente, especialistas militares estimaram que a aeronave será capaz de percorrer uma distância superior a 12.000 quilômetros, o que colocaria o Havaí no seu alcance de ataque.

    Bombardeiro H-6K
    © AP Photo / Liu Rui/Xinhua via AP
    Bombardeiro H-6K

    De acordo com um piloto instrutor reformado do ELP, o bombardeiro chinês foi desenvolvido para alcançar o território norte-americano, fazendo parte da tríade nuclear chinesa. Além disso, ele ressaltou que o avião provou ser tão eficaz quanto as aeronaves norte-americanas e russas.

    Além do bombardeiro de longo alcance H-20, a China está desenvolvendo bombardeiros de alcance intermediário, com tecnologia furtiva, que elevarão as capacidades de ataque do ELP nos espaços aéreos contestados, conforme relatório do RUSI.

    Mais:

    China envia caça e bombardeiro para costa de Taiwan (FOTO)
    EUA enviam bombardeiros para missões em mares que banham China
    Em apoio a seus navios no mar do Sul da China, EUA enviam 2 bombardeiros estratégicos B-1B (FOTOS)
    Tags:
    China, bombardeiro estratégico, bombardeiro supersônico, bombardeiros, Bombardeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar