00:49 09 Março 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4630
    Nos siga no

    O sul da Rússia será protegido pelos novos sistemas de guerra eletrônica Palantin, que é capaz de suprimir sistemas de comunicação por rádio, de reconhecimento radioeletrônico e outros sistemas.

    A região será protegida pelo novo sistema de guerra eletrônica Palantin, que é capaz de suprimir técnicas de comunicação por rádio, de reconhecimento radioeletrônico e também bloquear sinal de drones.

    O Distrito Militar do Sul vai equipar todos os batalhões do Exército de guerra eletrônica com os novos complexos Palantin, afirmaram ao jornal Izvestia fontes do Departamento da Defesa.

    Os especialistas consideram a região sul do país como uma das mais estrategicamente importantes para a Rússia, onde há colisão de interesses do gigante euroasiático com os países ocidentais e com os Estados pós-soviéticos.

    "Não é nenhum segredo que o Palantin foi criado, em primeiro lugar, para contra-atacar os últimos sistemas de comunicações militares da OTAN. Porém, resultou ser tão versátil, que pode realizar outras tarefas. Sua capacidade para 'bloquear' drones de qualquer classe será especificamente demandada", opina o especialista Vladislav Shurygin.

    Ao mesmo tempo, os sistemas de guerra eletrônica são armas defensivas e não representam uma ameaça direta.

    Drone russo Orion-E
    © Sputnik / Vladimir Galperin
    Drone russo Orion-E

    Qualquer Exército pode possuir uma frota de drones, o que representa uma grande ameaça nos dias de hoje. No caso, o sistema Palantin pode executar duas tarefas de uma vez graças à inteligência radioeletrônica e ao controle de rádio. O sistema pode examinar as radiofrequências para detectar a presença de um drone próximo, calculando as coordenadas aproximadas de seu operador para bloquear o sinal de controle deixando o dispositivo indefeso.

    Algumas das vantagens do complexo é a capacidade de atuar contra as estações de rádio modernas que podem mudar de maneira flexível suas frequências e algoritmos de trabalho, os chamados sistemas de rádio definidos por software.

    Além do Palantin, a Rússia está reforçando suas fronteiras com outros sistemas modernos de guerra eletrônica, bem como a aquisição de novas gerações de armas táticas.

    Mais:

    Sistema russo de defesa antiaérea Bastion lança 1º míssil Oniks no Extremo Norte do país (VÍDEO)
    Novos sistemas russos S-400 destroem alvo convencional a 20 quilômetros de altitude (VÍDEO)
    Turquia confirma sucesso de testes dos sistemas S-400 adquiridos da Rússia
    Tags:
    Rússia, Exército, sistema de defesa de mísseis, sistema de defesa aérea, sistema de mísseis, sistema de defesa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar