03:04 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    0 120
    Nos siga no

    As ilhas de Guernsey e Jersey foram os únicos territórios britânicos ocupados pelas forças alemãs durante a Segunda Guerra Mundial. Metade da população foi evacuada durante a ocupação, que durou quase cinco anos.

    Mergulhadores descobriram no dia 11 de novembro uma bomba norte-americana antissubmarino no fundo do mar, próximo da marina Queen Elizabeth II na ilha britânica de Guernsey, ao largo da costa da Normandia. A bomba foi detonada por especialistas da Marinha Real na segunda-feira (16), informa o jornal Guernsey Press.

    Depois que uma zona de exclusão de 200 metros foi criada em torno do local, os mergulhadores da Marinha Real realizaram a detonação.

    ​Mergulhadores da Marinha Real detonaram em segurança a bomba próximo da marina Queen Elizabeth II.

    Como mostra o vídeo, a explosão projetou no ar uma grande quantidade de água e fumaça, enquanto diversas pessoas acompanhavam a detonação em segurança.

    De acordo com o jornal, o capitão David Barke afirmou que se tratava de uma bomba norte-americana antissubmarino, contendo aproximadamente 100 quilos de explosivos.

    A bomba foi projetada para ser lançada por aviões e destróieres e só detonar quando atingisse uma determinada profundidade no mar. Ela permaneceu no local por 75 anos e teria sido descoberta devido à movimentação do fundo do mar.

    Mais:

    Reino Unido e França realizam maior exercício militar em décadas na costa do Chipre, diz AP (FOTOS)
    Boris Johnson decreta lockdown por 1 mês no Reino Unido (VÍDEO)
    Reino Unido diz que pode ter vacinação contra COVID-19 disponível antes do Natal
    Tags:
    Marinha Real, Marinha, Reino Unido, explosão, bombas, bomba
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar