14:16 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    271
    Nos siga no

    Após dois acidentes, a Marinha dos EUA emitiu uma "proibição de voo" por motivos de segurança para todas as aeronaves não mobilizadas.

    Nenhuma informação adicional foi relatada para indicar a duração da suspensão dos voos, enquanto as causas dos acidentes seguem sendo investigadas, segundo a Fox News.

    O Comandante da Força Aérea da Marinha, vice-almirante Kenneth Whitesell, afirmou que a suspensão permitirá melhorar as medidas de segurança.

    "Esta suspensão proporciona uma oportunidade para nossos comandos de aviação se focarem em como aperfeiçoar ainda mais o gerenciamento e mitigação de riscos operacionais em toda a aviação naval", refere o comunicado da Marinha.

    Anteriormente, dois acidentes envolvendo aeronaves da Marinha comprometeram o ano fiscal da instituição.

    No primeiro acidente, envolvendo uma aeronave T-6B Texan II da Marinha, ocorrido na sexta-feira (23) no Alabama, dois tripulantes morreram. Na ocasião, a aeronave atingiu uma casa e dois carros.

    Um F/A-18E da Marinha dos EUA sendo lançado do porta-aviões USS Carl Vinson
    © AP Photo / Matthew Granito
    Um F/A-18E da Marinha dos EUA sendo lançado do porta-aviões USS Carl Vinson

    No passado 20 de outubro, um caça F/A-18 Super Hornet caiu na Califórnia, durante um treinamento de rotina. O piloto da aeronave conseguiu se ejetar em segurança.

    "Continuamos sendo a maior força aérea no mundo e estamos empenhados em aprender com estes incidentes para evitar que estas tragédias aconteçam no futuro", indica o mais recente comunicado da Marinha.

    Um pouco antes, a entidade havia informado que tanto a Marinha quanto o Corpo de Fuzileiros Navais estavam prestes a encerrar o ano sem qualquer acidente aeronáutico.

    "Após 98 anos de história, este marco sem precedentes serve para mostrar o comprometimento incansável da Aviação Naval em promover uma cultura de segurança e excelência", referia declaração oficial da Marinha.

    Quando não estão mobilizados, os aviões da Marinha conduzem regularmente treinamentos, assistência humanitária e outras missões de apoio.

    Mais:

    Marinha dos EUA considera construção de embarcação anfíbia de novo tipo para fuzileiros
    Marinha dos EUA solicita cerca de US$ 600 milhões para desenvolver frota de navios não tripulados
    Lockheed Martin afirma estar trabalhando em projeto de navio não tripulado da Marinha dos EUA
    Tags:
    avião de assalto, avião de combate, avião de ataque, aeronaves, voos, voo, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar