15:28 05 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    250
    Nos siga no

    A Força Aérea dos EUA cancelou o anúncio de que começaria a receber propostas para a substituição dos velhos aviões E-4B, destinados a assumir as funções do Pentágono em caso de conflito nuclear.

    Um pedido de propostas originalmente planejado para ser anunciado em dezembro foi adiado indefinidamente e por motivos desconhecidos, afirmou o Centro de Gerenciamento do Ciclo de Vida da Força Aérea em uma mensagem no site de contratos do governo norte-americano.

    O grupo E-4B Nightwatch é formado por quatro aeronaves Boeing 747 totalmente modificadas, destinadas a hospedar a Secretaria de Defesa, podendo funcionar como centro de comando móvel caso o Pentágono seja destruído em um conflito.

    Além disso, as aeronaves são especialmente modificadas para resistirem ao pulso de alta energia de largo espectro de uma explosão nuclear.

    Contudo, como não há uma guerra nuclear, as aeronaves têm sido utilizadas como escritório móvel da instituição durante viagens comuns.

    Avião Boeing E-4B, também conhecido como avião do Juízo Final
    © CC0 / Domínio Público
    Avião Boeing E-4B, também conhecido como "avião do Juízo Final"

    Atualmente, os aviões envelhecidos estão gastando muito tempo em manutenção para poderem voar nos próximos anos, caso seja necessário. Seu trabalho de transportar o chefe do Pentágono foi atribuído a outras aeronaves, como o avião C-32.

    A Força Aérea norte-americana tentou reunir cerca de US$ 16,6 milhões (R$ 92,8 milhões) em dezembro de 2019 para substituir estas aeronaves, contudo o planejamento foi novamente adiado.

    De acordo com o portal Military.com, parte do motivo do adiamento pode ser uma disputa com a Marinha dos EUA envolvendo o avião E-6B Mercury. Os E-6B são aviões Boeing 707 modificados para serem postos de comando móveis em caso de conflito ou ataque contra o país.

    Enquanto o E-4B Nightwatch se tornaria um Pentágono móvel, o trabalho do Mercury é transmitir ordens de lançamento para o arsenal nuclear do país, especialmente para os 14 submarinos de mísseis balísticos da classe Ohio que rondam silenciosamente os oceanos do mundo.

    Ambas as aeronaves voam desde 1970, com o avião E-4B estando entre os Boeing 747 mais antigos ainda em uso, junto com a frota dos Air Force One do presidente norte-americano.

    Mais:

    Força Aérea dos EUA anuncia contrato bilionário para produção do caça F-15EX
    Caça F-16 da Força Aérea dos EUA cai durante pouso e deixa piloto ferido no Novo México
    Força Aérea dos EUA prepara teste de nova tecnologia de bombas em rede
    Tags:
    eua, Pentágono, Força Aérea dos EUA, Força Aérea, avião
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar