18:54 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4829
    Nos siga no

    O porta-aviões norte-americano permanecerá no golfo Pérsico "em apoio a operações de rotina e de contingência".

    Após completar o trânsito pelo estreito de Ormuz, o porta-aviões USS Nimitz, da Marinha dos EUA, entrou no golfo Pérsico acompanhado pelos cruzadores USS Princeton e USS Philippine, além do destróier de mísseis guiados USS Sterett.

    A 5ª Frota dos EUA detalhou que o grupo de ataque aeronaval "operará e treinará junto com os aliados regionais e da coalizão, além de prestar apoio de aviação naval à Operação Resolução Inerente".

    Trata-se da primeira vez, desde 2019, que um porta-aviões norte-americano entra no golfo Pérsico para realizar operações com um grupo de ataque.

    O vice-almirante Samuel Paparo comentou que a presença do USS Nimitz na região "demonstra a capacidade da Marinha dos EUA de voar, navegar e operar em apoio às operações de rotina e de contingência, onde quer que o direito internacional permita".

    Mais:

    Irã exige retirada de forças estrangeiras do golfo Pérsico após tensão com EUA
    Forças iranianas monitoram navios da Marinha dos EUA no golfo Pérsico (VÍDEO)
    Irã pode desenvolver submarinos nucleares após incidente no golfo Pérsico
    Tags:
    destróier, Golfo Pérsico, Irã, porta-aviões, Marinha dos EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar