15:21 27 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4531
    Nos siga no

    Uma das aeronaves mais peculiares do mundo, a soviética MD-160, foi projetada em 1986, com uma característica única: seis tubos de mísseis colocados no topo de sua fuselagem.

    O ecranoplano voava muito perto da superfície da água - cerca de quatro metros ou menos. O objetivo do avião antinavio de alta velocidade era se aproximar dos porta-aviões inimigos por baixo da cobertura de radar e disparar mísseis antes que as defesas inimigas pudessem reagir.

    No dia 31 de julho, o Ministério da Defesa russo informou que um exemplar foi rebocado para a cidade russa de Derbent, onde irá integrar uma exposição permanente, após uma viagem de 14 horas para sul a partir da base da Marinha russa em Kaspiysk.

    O peculiar avião utiliza um fenômeno aerodinâmico conhecido como efeito solo, um colchão de ar formado entre as asas e o solo durante o voo a baixa altitude. Isso reduz consideravelmente o atrito, permitindo que a aeronave carregue cargas pesadas por longas distâncias, principalmente sobre a água.

    O MD-160, de 73 metros de comprimento, 44 metros de envergadura, era capaz de atingir uma velocidade de 500 quilômetros por hora, além de contar com um alcance de até dois mil quilômetros. O peso máximo de decolagem era de 380 toneladas.

    A aeronave foi construída em 1987, tendo entrado em serviço em 1989. Seus mísseis supersônicos Moskit, mais rápidos que o míssil Harpoon da Marinha dos EUA, fizeram desta aeronave um adversário formidável.

    O ecranoplano era dotado de oito motores turbofan Kuznetsov NK-87, cada um com empuxo máximo de 127,4 kN.

    Seus mísseis eram montados em pares no topo da fuselagem central em um ângulo de aproximadamente 30 graus, além de possuir um grande radar de busca instalado na cauda.

    Na época, a OTAN considerou a aeronave como um tipo de defesa costeira capaz de cobrir uma área maior e reagir rapidamente contra novas ameaças. Entretanto, a Marinha russa afirmou que ele tinha uma função antiaérea, podendo utilizar sua velocidade e furtividade para se aproximar o suficiente de maneira a lançar mísseis contra seus inimigos.

    No entanto, após o fim da Guerra Fria, a aeronave deixou de ser utilizada, estando inoperante desde o final dos anos 90.

    Agora, o ecranoplano estará em exibição no Patriot Park (Parque Patriota) em Derbent, cidade na costa do mar Cáspio.

    Mais:

    Militares russos detectam avião espião dos EUA próximo de base aérea russa na Síria
    Pequeno avião privado cai no Extremo Oriente russo, matando 3 pessoas
    Avião russo cheio de equipamentos médicos contra coronavírus parte para EUA (VÍDEO)
    Tags:
    Rússia, União Soviética, avião militar, avião russo, avião
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar