01:38 12 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    3564
    Nos siga no

    O Exército chinês demonstrou um poderoso protótipo de um minicanhão eletromagnético desenvolvido para uso individual das forças especiais.

    Os engenheiros do Exército de Libertação Popular desenvolveram um minicanhão eletromagnético, do tamanho de uma pistola ou um fuzil.

    As capacidades técnicas destas armas foram recentemente reveladas em uma sessão de demonstração, segundo o jornal Global Times.

    O armamento foi desenvolvido pela Universidade de Logística do Exército de libertação Popular e foi apresentado em diferentes tamanhos: de pistola, de fuzil e montado em um robô.

    No vídeo, os disparos das armas maiores penetram com sucesso lâminas de aço e múltiplas placas de madeira, enquanto os robôs foram usados para estourar balões, o que sugere que possuem um poder de fogo mais limitado.

    ​Créditos para Rebecca Rambar. 

    A arma usa bobinas eletromagnéticas para acelerar rapidamente os projéteis. Uma tecnologia similar é utilizada nas catapultas eletromagnéticas que substituiu os dispositivos a vapor nos porta-aviões mais avançados dos EUA.

    Os canhões eletromagnéticos estão igualmente sendo desenvolvidos pelos EUA para seus destróieres da classe Zumwalt, porém ainda não foram fabricados em série e não devem ser confundidos com as armas desenvolvidas pela China, já que utilizam condutores paralelos para acelerar um projétil que desliza ao longo de um "trilho".

    O Global Times sugere que os fuzis chineses possam ser utilizados pelas unidades de operações especiais.

    Este armamento é mais silencioso que as armas de fogo, o que significa que poderia ser utilizado em missões que requerem sigilo.

    Mais:

    EUA adotam sanções contra membros do Partido Comunista da China
    Jornal chinês apelida de 'máquina letal' tanque russo T-90
    Dois porta-aviões dos EUA conduzem exercícios navais no Pacífico em meio a tensões com China (VÍDEO)
    Tags:
    Exército, pulso eletromagnético, canhão eletromagnético, armas eletromagnéticas, armas modernas, armas, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar