05:28 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    21611
    Nos siga no

    O protótipo do helicóptero Sikorsky-Boeing SB-1 Defiant alcançou uma velocidade recorde de 379 km/h em um teste, anunciaram as companhias nesta terça-feira (16).

    O teste representa um grande passo na parceria entre a Boeing e a Sikorsky, que continua tentando alcançar a velocidade demandada de 425 km/h, afirmou Jay Macklin, diretor da Sikorsky para o desenvolvimento de veículos de decolagem vertical, durante uma coletiva de imprensa nesta terça-feira.

    O voo, que foi conduzido pelos pilotos de teste Bill Fell da Sikorsky, e Ed Henderscheid, da Boeing, decorreu no Centro de Testes da Sirkorsky em West Palm Beach, no estado norte-americano da Flórida, revela o portal Defense News.

    "Ultrapassar 370 km/h é importante também porque está além de qualquer velocidade convencional dos helicópteros, e nós entendemos que a velocidade e a capacidade de manutenção de baixo nível é fundamental para a sobrevivência holística em um ambiente FVL [sigla em inglês para decolagem vertical futura ], afirmou Macklin.

    O programa Defiant já acumula mais de 18 horas de voo desde que os testes começaram em março de 2018. A aeronave alcançou 185 km/h pela primeira vez em janeiro deste ano.

    Macklin reconheceu o impacto que a pandemia do coronavírus representou para o desenvolvimento do helicóptero, contudo, a maior parte das etapas de testes de voo continuam conforme o previsto.

    "Se voarmos uma vez por semana, ficaremos felizes, e se voamos a cada duas semanas, ficaremos felizes com isso também. Porém, temos que continuar a progredir com a plataforma de testes", concluiu o piloto da Sikorsky.

    Mais:

    Rússia revela suposta data de teste dos modernizados helicópteros Ka-52M
    Boeing retoma produção de avião 737 MAX após vários acidentes e falhas técnicas
    Após fracasso com a Boeing, Embraer entra no radar de China, Índia e Rússia, dizem fontes
    Tags:
    protótipos, velocidade, helicóptero, Sikorsky, Boeing
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar