06:58 26 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    1009
    Nos siga no

    Anteriormente, os exercícios militares Defender Europe 20 foram adiados devido à pandemia do coronavírus.

    Estes exercícios deveriam ser a maior transferência de tropas norte-americanas nos últimos 25 anos. De acordo com o planejamento estabelecido, 20 mil soldados norte-americanos iriam cruzar o oceano Atlântico para se unirem a outros nove mil já estacionados em território europeu.

    Em março, o Comando Europeu dos EUA (EUCOM, na sigla em inglês) anunciou que o Pentágono interrompeu este processo devido ao risco de proliferação do coronavírus, consequentemente os exercícios Dynamic Front, Joint Warfighting Assessment, Saber Strike e Swift Response também foram cancelados.

    Os EUA estariam reduzindo o número total de tropas envolvidas em manobras militares. De acordo com o planejado, a parte final do Defence Europe deveria ter ocorrido entre 20 de abril e 20 de maio nos territórios da Alemanha, Polônia e Países Bálticos, envolvendo 37 mil soldados de 18 países.

    "Certamente, a epidemia alterou nossos planos, mas o principal é que nós nos adaptamos rapidamente à realidade atual. As tropas polonesas não perderam nem por um minuto sua prontidão de combate", anunciou o ministro da Defesa polonês, Mariusz Blaszczak.

    O ministro agradeceu às tropas norte-americanas por "estarem presentes e treinarem conosco apesar dos problemas com os quais o mundo inteiro está lutando".

    Os participantes dessas atividades militares buscam atestar "a possibilidade de coordenação de tropas polonesas e norte-americanas no âmbito de operações militares conjuntas".

    O principal objetivo anunciado dos exercícios militares Defender Europe 20 é "aprimorar a prontidão estratégica e a interação através do desdobramento rápido de tropas dos EUA na Europa, assim como a verificação das capacidades dos países anfitriões para receber apoio aliado".

    Mais:

    Derrotado pela COVID-19: maior exercício militar da OTAN na Europa pode ser cancelado
    Se EUA saírem da OTAN, Europa precisa garantir a sua própria segurança, diz líder alemão
    EUA podem desenvolver aviões de apoio para tropas especiais
    Tags:
    exercício militar, tropas, Polônia, Europa, OTAN, EUA, Defesa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar