14:30 03 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    0 47
    Nos siga no

    Três meses após a Força Aérea dos EUA encarregar a companhia Raytheon de desenvolver o programa do Radar de Longo Alcance Expedicionário Tridimensional (3DELRR, na sigla em inglês), a força solicitou a três novas companhias que projetassem radares terrestres.

    As norte-americanas Lockheed Martin e Northrop Grumman, além da australiana CEA Technologies, receberam cada uma US$ 500 mil (R$ 2,89 milhões) em 8 de maio para desenvolver rapidamente protótipos para o 3DELRR, anunciou nesta segunda-feira (11) a Força Aérea dos EUA, conforme revela a publicação militar C4ISRNET.

    O programa substituirá os radares AN/TPS-75, atualmente usados para detectar e rastrear alvos aéreos voando a longa distância.

    "Cada contrato provê US$ 500 mil para as companhias demonstrarem as capacidades de seus sistemas de radar, conceitos de manutenção e desempenho do radar, em relação a condições e alvos operacionais relevantes, até o fim de setembro", afirmou a Força Aérea em um comunicado. O serviço determinará então se um protótipo está pronto para produção ou integração, com potenciais contratos adicionais firmados ainda este ano.

    Apesar da pandemia global, o programa está se desenvolvendo rapidamente. A Força Aérea divulgou a solicitação do programa 3DELRR em 2 março, anunciou o tenente-coronel Matthew Judge, líder do programa.

    Mais:

    Misteriosa espaçonave da Força Aérea dos EUA se prepara para 6ª missão
    Força Aérea dos EUA terá mais 3 aeronaves de reconhecimento capazes de detectar explosões atômicas
    Forças russas no Extremo Oriente recebem sistema de radar capaz detectar caças furtivos F-35 e F-22
    Tags:
    Força Aérea dos EUA, radar, EUA, defesa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar