06:03 18 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2350
    Nos siga no

    A Marinha russa desenvolveu um novo método para defender suas bases navais de ataques inimigos. A nova tática de combate ficou conhecida entre os militares como "bando de caça".

    A Marinha da Rússia testou a nova tática na sua frota do sul do país, segundo uma fonte do Ministério da Defesa russo citada pelo jornal Izvestia. Os ensaios decorreram em abril de 2020 no mar Negro.

    A defesa da Frota do Mar Negro foi testada com recurso aos navios antissubmarino leves (MPK, na sigla em russo) Yeisk e Kasimov, em conjunto com o mais novo navio-patrulha do Projeto 22160, o Vasily Bykov. O navio patrulheiro é ainda apoiado por helicópteros antissubmarino Ka-27.

    Dependendo da tarefa a ser realizada, podem ser instalados a bordo do Vasily Bykov vários conjuntos de equipamentos, tais como estações hidro-acústicas fixas e rebocadas, bem como radares. O novo navio-patrulha indica os alvos aos MPKs, que os atingem em tempo real com torpedos e cargas de profundidade.

    Os navios do Projeto 22160 possuem uma estrutura modular, permitindo a rápida instalação das armas necessárias para cada missão de combate. A Rússia continua testando novos módulos, tanto com armas como com vários outros equipamentos auxiliares.

    "Especialistas dizem que a nova tática de combate aos submarinos inimigos reforçará radicalmente a proteção das bases, incluindo aquelas onde estão localizados os submarinos nucleares russos", escreve a fonte.

    Durante os exercícios, o navio-patrulha Vasily Bykov utilizou o sonar de bordo para rastrear uma determinada área e detectar a presença de submarinos inimigos. As coordenadas dos alvos detectados foram imediatamente transmitidas para os navios antissubmarino, que, por sua vez, lançaram um ataque combinado.

    Outras proteções

    O novo navio-patrulha também é dotado do sistema de defesa antiaérea Gibka, capaz de atingir aviões, helicópteros e drones em distâncias de até seis quilômetros, e em altitudes entre dez metros e 3,5 quilômetros.

    Além disso, o Vasily Bykov também está conectado à rede de combate da base, permitindo a comunicação em tempo real das coordenadas do alvo aos sistemas de defesa aérea costeira de longo alcance S-400.

    O navio também transporta no seu convés duas aeronaves não tripuladas, prontas para realizar tarefas de patrulha no ar.

    Além do Vasily Bykov, a Marinha da Rússia dispõe do navio Dmitry Rogachev, que está igualmente em serviço da Frota do Mar Negro.

    Estas embarcações foram especialmente desenvolvidas para proteger outros navios em travessias marítimas e defender bases navais, possuindo canhões automáticos de 76 milímetros. O arsenal também inclui mísseis de cruzeiro Kalibr, e devido à sua estrutura modular, no futuro, poderão ser instalados mísseis Kh-35 antinavio.

    Tags:
    Ministério da Defesa (Rússia), Ministério da Defesa, Marinha da Rússia, S-400, Ka-27, Frota do Mar Negro, mar Negro, Izvestia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar