21:51 04 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    3161
    Nos siga no

    A Marinha chinesa poderá reduzir os custos de treinamento da sua próxima geração de pilotos de porta-aviões com o recente desenvolvimento de uma nova aeronave.

    O jornal The Global Times havia recentemente informado que uma versão naval do jato de treinamento JL-9 Mountain Eagle estaria sendo utilizada para "treinar pilotos de porta-aviões em aeródromos terrestres".

    Entretanto, o especialista naval chinês Li Jie afirmou ao South China Morning Post que a aeronave produzida pela Guizhou Aircraft Industry Corporation (GAIC) foi desenvolvida estritamente para o treinamento de pilotos do porta-aviões Type 002, o segundo porta-aviões construído pelo gigante asiático.

    Caça chinês J-15
    Caça chinês J-15

    O Type 002 deve ser concluído no ano que vem e contará com um sistema de catapulta eletromagnética, que foi comparado ao sistema do USS Gerald R. Ford, da Marinha norte-americana.

    Antes do desenvolvimento da aeronave, os pilotos treinavam em simuladores para aprender a decolar e pousar em um convés com menos de 300 metros de comprimento.

    "A entrega da versão naval do jato JL-9 economizará muito dinheiro à Marinha", afirmou Zhou Chenming, comentarista militar de Pequim, explicando que, ao invés de gastar US$ 61 milhões (R$ 322 milhões) em uma aeronave J-15, o novo jato só custaria aproximadamente US$ 9 milhões (R$ 47 milhões).

    "O J-15 é caro pois é um jato de combate e precisa ser dotado com equipamentos e armas sofisticados, mas uma aeronave de treinamento não precisa de tantos itens", explicou.

    A China pretende ter ao menos quatro grupos de ataque de porta-aviões até 2030, o que exigirá ao menos 200 aeronaves (helicópteros e aviões de combate) além de aproximadamente 500 pilotos.

    Anteriormente, foi mencionado que as forças chinesas não teriam suficientes pilotos para atingir a capacidade total do porta-aviões Shandong, contudo, com o novo jato de treinamento, a instrução dos pilotos deverá ser facilitada.

    Mais:

    Como China reagiria à visita de porta-aviões dos EUA ao Vietnã?
    China realiza exercícios em seu novo porta-aviões (VÍDEO)
    1° porta-aviões da fabricação da China é enviado ao estreito de Taiwan
    Tags:
    China, pilotos, aviões de combate, aviões de guerra, porta-aviões, aviões, jatos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar