23:48 01 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    10822
    Nos siga no

    A emersão de um submarino através do gelo não é uma operação fácil, mas há muito que vem sendo efetuada, afirmou almirante russo na reserva.

    O almirante Viktor Kravchenko, chefe do Estado-Maior da Marinha russa de 1998 a 2005, comentou o vídeo publicado pela Marinha americana que mostra o submarino nuclear USS Toledo, da classe Los Angeles, emergindo e quebrando o gelo com espessura de 40 cm no Ártico.

    O feito, apresentado como quase inédito, foi considerado banal por Kravtchenko, por ser uma manobra há muito executada pela Marinha russa.

    "Emergiu, pois emergiu [...] Não há nada de especial nisso, nós também aprendemos a fazer isso há muito tempo", afirmou peremptoriamente Kravchenko.

    Para o almirante, a Marinha russa, depois deste passo dado pelos EUA, "deve recorrer à ciência" para encontrar uma forma de vigiar os submarinos americanos debaixo do gelo e monitorá-los ainda antes de submergirem no Ártico.

    Mais:

    Marinha britânica inicia produção do maior drone submarino do mundo
    Mergulhadores da Dinamarca descobrem submarino raríssimo da 1ª Guerra Mundial (FOTO)
    Do que são capazes os submarinos dos EUA com mísseis hipersônicos?
    Tags:
    almirante, Rússia, eua, submarino
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar