19:47 10 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    15170
    Nos siga no

    A avaliação anual do programa do caça F-35 encontrou mais de 800 deficiências no funcionamento da aeronave, com dezenas delas tendo efeito direto na segurança do piloto e na prontidão de combate.

    O Departamento de Defesa dos EUA encontrou centenas de deficiências nos caças da Lockheed Martin F-35, em uma análise anual feita por especialistas do Pentágono, segundo o portal Bloomberg.

    A apreciação do Pentágono foi realizada pelo diretor de avaliação e testes operacionais, Robert Behler, que apontou uma lista de deficiências, onde 13 delas precisam de reparos obrigatórios, o que significa que podem afetar diretamente a segurança do piloto ou a capacidade de combate.

    "Embora o escritório do programa esteja trabalhando para corrigir as deficiências, ainda estão sendo feitas novas descobertas [...]", indica o relatório de avaliação, ressaltando que ainda há "muitas falhas significativas" não resolvidas.

    O número de deficiências técnicas que foram identificadas atinge 873. Embora o número seja menor que na anterior avaliação, 917, as falhas continuam gerando questões sobre a confiabilidade e disponibilidade do caça, bem como sobre sua manutenção.

    A lista de deficiências da aeronave inclui falhas sérias, como a pouca precisão da metralhadora de 25 milímetros, vulnerabilidades de cibersegurança, confiabilidade, disponibilidade da aeronave e sistemas de manutenção.

    Mais:

    Sistema logístico dos caças F-35 não é eficaz e será substituído por outro, afirma Pentágono
    Em meio a tensões, Estados Unidos conduzem exercícios com mais de 50 caças F-35 (VÍDEO)
    Pentágono pode fechar escritórios para reduzir custos de manutenção do F-35
    Tags:
    EUA, Pentágono, avião militar, avião de assalto, avião de combate, avião de ataque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar