03:52 24 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    155910
    Nos siga no

    Um caça furtivo F-35 da Força Aérea de Israel foi exposto aos radares de rastreamento de aeronaves civis internacionais enquanto voava sobre o Centro de Investigações Nucleares Shimon Peres em Neguev.

    De acordo com o portal de notícias Ynet, o caça expôs sua localização ligando um transponder não encriptado da aeronave quando estava voando a uma altitude de 31.000 pés (9.500 metros) sobre a instalação nuclear.

    Nesse momento, a aeronave utilizou o transponder para transmitir o código Squawk 7600, que significa falha de comunicação.

    "Durante um voo de treinamento de rotina em uma zona de treinamento no sul, foi identificada uma falha no transponder da aeronave [...] Para manter contato com outra aeronave que participava do treinamento, o piloto ativou o sistema de detecção da aeronave para que a outra pudesse reconhecê-lo sem comunicação", afirmou o porta-voz das Forças de Defesa de Israel.

    Em 2018, um incidente similar ocorreu quando uma aeronave da Força Aérea de Israel foi exposta nos radares civis quando sobrevoava a costa israelense em direção à Síria.

    Mais:

    Confira a história do 'maior espião' de Israel no sistema egípcio revelada por ex-agente
    Israel alega existência de carteira bitcoin do Hamas com envolvimento do Irã, reporta mídia
    Forças de Israel atacam instalações do Hamas em Gaza
    Tags:
    F-35, avião de assalto, avião de combate, avião de ataque, aeronave, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar