12:46 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Bombardeiro de mísseis estratégicos Tu-95MS ataca alvos terroristas na Síria com mísseis de cruzeiro X-101 (imagem de arquivo)

    Míssil russo X-101 tem alcance inatingível para concorrentes, afirma especialista militar

    © Sputnik / Serviço de Imprensa do Ministério da Defesa da Rússia
    Defesa
    URL curta
    11562
    Nos siga no

    O alcance dos mísseis russos X-101 ainda é inatingível para qualquer um dos nossos concorrentes, disse o especialista militar Boris Obnosov.

    Durante uma entrevista ao jornal VPK News, Obnosov respondeu à pergunta se a Rússia terá algo para contrapor ao míssil testado recentemente pelos EUA, com um alcance de até mil quilômetros, após a saída de Washington do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF).

    "O alcance do nosso míssil X-101 continua inatingível para qualquer um dos nossos concorrentes. Mas se podemos voar a tal distância, então temos a capacidade técnica para melhorar significativamente estas características de desempenho", ressaltou.

    De acordo com o especialista, os desenvolvedores russos têm capacidade de melhorar as características táticas e técnicas dos mísseis, mas há certas limitações associadas às obrigações internacionais, que são rigorosamente controladas.

    Cumprimento das obrigações

    "Somos um país cumpridor da lei […] Estive diretamente envolvido nas negociações sobre armas convencionais e proibição de testes nucleares. Posso confirmar o quanto somos rigorosos no cumprimento de todas as nossas obrigações", acrescentou.

    Obnosov recordou também as palavras do presidente russo Vladimir Putin de que não se pode permitir outra corrida armamentista, mas que a segurança do país será assegurada em qualquer caso.

    No dia 2 de agosto, o tratado INF sobre a eliminação dos mísseis de médio e curto alcance foi revogado. Washington havia anunciado sua retirada unilateral do tratado no início deste ano, acusando a Rússia de violação do documento, enquanto esta faz acusações semelhantes aos EUA.

    Lançamento de míssil de cruzeiro X-101 de um bombardeiro estratégico russo Tu-160
    © Sputnik / Serviço de Imprensa do Ministério da Defesa da Rússia
    Lançamento de míssil de cruzeiro X-101 de um bombardeiro estratégico russo Tu-160

    No início de julho de 2019, Putin assinou uma lei que suspendia o acordo e declarou repetidamente que seu país sempre cumpriu integralmente os termos do tratado.

    Mais:

    Submarino nuclear russo atinge navio com míssil de cruzeiro (VÍDEO)
    Iskander em ação: militares russos lançam míssil balístico contra inimigo convencional (VÍDEO)
    Portal define míssil russo: impressionante e capaz de 'aniquilar cidades inteiras dos EUA'
    Tags:
    INF, Rússia, Boris Obnosov, X-101
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar