01:35 22 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Exercícios militares da OTAN na Estônia

    França enviará militares e material bélico para perto da fronteira da Rússia

    © flickr.com/ SHAPE NATO
    Defesa
    URL curta
    3537

    Cerca de trezentos militares franceses, vinte veículos de combate de infantaria e quatro tanques chegarão à Estônia em 23 de abril, segundo comunicou o serviço de imprensa da embaixada francesa no país báltico.

    Note-se que os militares e o equipamento militar serão implantados na cidade de Tapa, localizada aproximadamente a 140 quilômetros da fronteira russa. Os militares franceses ficarão na Estônia no âmbito da missão da OTAN destinada a fortalecer a presença militar da Aliança Atlântica nos países bálticos e na Polônia (FRA-EFP LYNX), relata o comunicado.

    O contingente é composto por soldados da segunda brigada do Exército francês e por militares da Legião Estrangeira. O equipamento militar será entregue por via ferroviária.

    A missão diplomática francesa esclareceu que os militares permanecerão na Estônia até o final de agosto deste ano.

    Nos últimos anos, a Rússia tem sublinhado a atividade sem precedentes da OTAN na proximidade de suas fronteiras ocidentais. Moscou expressou repetidamente preocupação com o fortalecimento da Aliança na Europa. O bloco militar está expandindo iniciativas sob o pretexto de "deter a agressão russa". Nessa conexão, o Kremlin afirmou várias vezes que a Rússia não representa uma ameaça para ninguém, mas não deixará sem atenção ações potencialmente perigosas para seus interesses.

    Mais:

    NI: OTAN deve estar preocupada com modernização da Frota do Báltico russa
    Moscou: cooperação entre Rússia e OTAN na área civil e militar terminou completamente
    Rússia promete responder ao aumento da atividade da OTAN no Mar Negro
    Mídia alemã: mísseis S-400 são 'best-seller' para Rússia e 'pesadelo' para OTAN
    Tags:
    material bélico, militares, tropas estrangeiras, fronteiras russas, OTAN, Rússia, Estônia, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar