08:09 17 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Avião de combate chinês J-15 (foto de arquivo)

    FOTO revela protótipos de novas aeronaves chinesas para porta-aviões

    © AP Photo / Xinhua, Zha Chunming
    Defesa
    URL curta
    8282
    Nos siga no

    A Marinha do Exército Popular de Libertação da China está se preparando para comissionar seis novos porta-aviões até meados de 2020.

    De entre os porta-aviões estão incluídos o Tipo 001, de 70.000 toneladas de deslocamento, três navios de assalto anfíbio Tipo 075, capazes de transportar helicópteros e caças de pouso vertical, além de dois grandes navios de guerra de última geração — o Tipo 002 e 003.

    Além disso, os chineses devem contar com duas novas aeronaves desenvolvidas para revolucionar as capacidades de combate dos grupos de ataque da Marinha chinesa: o caça J-15 e o avião de reconhecimento KJ-600, equipado com o sistema AWACS.

    ​O avião embarcado KJ-600 baseado na plataforma AWACS da PLA, rival do E-2 Hawkeye, é o primeiro desenvolvido fora dos EUA, e está em fase final de testes, com um radar desconhecido, ele fornece alerta contra ataques, coordena ataques e guia mísseis de longo alcance disparados por caças.   

    O J-15 era considerado um caça que deixava muito a desejar devido às suas capacidades restritas, entretanto, o modelo foi alvo de diversas modificações, que foram alterando esse conceito. Hoje, as novas versões da aeronave foram desenvolvidas para operar com o sistema de catapulta eletromagnética (EMALS) além de uma melhor capacidade de transportar mísseis e de um alcance três vezes maior.

    Ou seja, as novas versões do J-15 devem integrar um considerável número de novas tecnologias, que podem fazer com que a aeronave tenha um desempenho de uma aeronave de geração 4++. O caça poderá transportar 12 mísseis ar-ar, ser compatível com o novo míssil PL-15 Amit e os mísseis de cruzeiro antinavio Yj-12, além de nova aviônica, sistemas de guerra eletrônica e radar AESA.

    Outra aeronave que deve reforçar as forças chinesas é o avião de alerta aéreo e controle KJ-600, que fornecerá alerta de ataques inimigos, coordenará os ataques de caças chineses ou veículos de combate, além de guiar os mísseis de longo alcance.

    O KJ-600 também foi projetado para decolar de porta-aviões utilizando uma catapulta eletromagnética e poderá detectar caças furtivos a maiores distâncias e provavelmente será utilizado no terceiro porta-aviões da China.

    Este porta-aviões terá o sistema EMALS, o que permite lançar jatos de forma mais rápida e eficaz do que as rampas utilizadas nos dois primeiros navios chineses deste tipo.

    Segundo a revista Military Watch, os programas do KJ-600 e J-15B estão em fase final de testes, e as fotos recentemente captadas mostram que a China está a ponto de se tornar uma das principais potências mundiais no que se refere ao poder naval.

    Mais:

    Caça de elite chinês J-16 recebe capacidade furtiva, afirma mídia
    Revista aponta modificações que tornam 'MiG-21' chinês em um caça mortal
    Caça chinês de 5ª geração J-31 seria uma réplica do caça americano F-35
    Tags:
    porta-aviões, avião de reconhecimento, avião de ataque, avião de assalto, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar