22:04 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Motores de foguete russo RD-180

    EUA vão parar de usar motores russos em seus foguetes portadores a partir de 2022

    © Sputnik / Yury Strelets
    Defesa
    URL curta
    780

    Os Estados Unidos pretendem abandonar completamente até 2022 os motores russos RD-180 que equipam seus foguetes portadores, afirmou o chefe do Comando Espacial da Força Aérea, John Raymond.

    Segundo anunciou o alto militar em uma audiência no Comitê das Forças Armadas da Câmara dos Representantes, tal medida é vital para os interesses nacionais do país.

    "A Força Aérea tem três programas estratégicos de longo prazo, que, antes de tudo, visam obter o acesso rápido ao espaço. Isso é fundamental para nós e nossos interesses nacionais, conforme descrito em nossa estratégia nacional".

    Lançamento na Índia de um míssil balístico interceptor para derrubar um satélite, 27 de março de 2019
    © REUTERS / Bureau de Informação de Imprensa da Índia
    Ao mesmo tempo, o general acrescentou que os Estados Unidos também pretendem aumentar sua competitividade nessa área e acabar com a dependência do RD-180.

    "Nossa estratégia de lançamentos está funcionando. Temos 76 de 76 lançamentos bem-sucedidos. Os custos foram reduzidos em 24% desde 2012. Estamos avançando no âmbito do plano previsto para evitar a dependência dos RD-180", indicou Raymond.

    No entanto, Raymond sublinhou que não está previsto interromper as compras dos RD-180 no orçamento de 2019, especificando que "de acordo com a lei, essas compras devem ser interrompidas em 2022".

    Anteriormente, o diretor-geral da empresa conjunta russo-americana RD Amross, o ex-astronauta da NASA Michael Baker, destacou que as entregas dos motores RD-180 para os Estados Unidos continuariam pelo menos até 2023-2024.

    Até o momento, os 85 voos dos veículos lançadores estadunidenses Atlas-3 e Atlas-5 foram realizados em motores russos RD-180. O primeiro motor desse tipo foi entregue aos Estados Unidos em janeiro de 1999. No total, de acordo com a empresa de engenharia aeroespacial russa NPO Energomash, foram enviados para os EUA 113 motores desse tipo.

    Mais:

    Pentágono autoriza US$ 1 bilhão para construção do muro de Trump
    Pentágono envia 2 navios de guerra ao estreito de Taiwan
    Pentágono nega que avião russo tenha 'expulsado' bombardeiro americano do Báltico
    Tags:
    Estratégia de Segurança Nacional, compras, motores, RD-180, Força Aérea, Pentágono, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar