18:08 23 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Sistema de mísseis S-400 Triumph do regimento de defesa antiaérea na cidade russa de Teodósia, na Crimeia

    Turquia revela quando S-400 russos começarão a ser instalados

    © Sputnik / Sergei Malgavko
    Defesa
    URL curta
    11290
    Nos siga no

    A instalação dos sistemas russos de defesa antiaérea S-400 na Turquia será iniciada em outubro.

    O ministro da Defesa da Turquia, Hulusi Akar, afirmou que "a instalação dos S-400 será iniciada em outubro e a Força Aérea está analisando em quais regiões é melhor instalá-los".

    O chefe da Defesa da Turquia reafirmou que a aquisição dos sistemas russos "não era uma preferência turca, mas uma medida necessária", adicionando que Turquia e EUA "continuam negociando possível fornecimento de sistemas de defesa antiaérea dos EUA, Patriot".

    Anteriormente, o chanceler turco, Mevlut Cavusoglu, afirmou que os EUA não têm o direito de tentar impedir que a Turquia compre os sistemas russos S-400.

    Os EUA passaram meses fazendo lobby para que a Turquia abandonasse o acordo de compra dos S-400 com a Rússia. No mês passado, o Departamento de Estado aprovou a venda de sistemas de mísseis Patriot ao país, no valor de US$ 3,5 bilhões. Ancara respondeu dizendo que consideraria os Patriot, mas que isso não afetaria o contrato para compra dos S-400.

    As autoridades dos EUA caracterizaram a possível implantação dos S-400 em áreas onde os caças F-35 estão programados a operar como "ameaça", presumivelmente porque o sistema permitiria que a Turquia testasse as capacidades dos sistemas furtivos dos F-35 quando comparados ao sistema de defesa aérea russo.

    Mais:

    Mídia afirma que Pentágono alerta Turquia com 'graves consequências' pela compra de S-400
    Pentágono recomenda não vender jatos F-35 à Turquia se Ancara comprar S-400 russo
    Washington pode atacar Ancara economicamente em resposta à compra dos mísseis S-400 russos
    Tags:
    mísseis, sistema antiaéreo, sistema antimísseis, sistema, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar