08:58 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    F-117 Nighthawk

    F-117 da Força Aérea dos EUA é flagrado misteriosamente próximo da Área 51 (FOTOS, VÍDEO)

    © AFP 2019 / USAF / Força Aérea dos EUA
    Defesa
    URL curta
    543

    Um caça-bombardeiro F-117 da Força Aérea dos EUA foi visto sobrevoando as proximidades da chamada “Área 51”.

    O F-117 foi flagrado realizando manobras voando em baixas altitudes na região de Nevada. Fotos publicadas nas redes sociais registraram a aeronave que já foi dos maiores segredos da América.

    A aeronave foi o primeiro caça-bombardeiro furtivo operacional da América, alçando voo pela primeira vez em 1981 e tendo sido retirado oficialmente do serviço ativo em abril de 2008. 

    Com o registro surge um grande enigma, por que motivo um desses caças-bombardeiros "retirado" estava realizando voos na região realizando manobras em baixa altitude?

    Em relação ao assunto, o portal NEWSREP comentou que muitas aeronaves da frota de F-117 dos EUA, que teoricamente foram "retiradas" de operação, continuam em condições de voar.

    Aproximadamente quatro destes caças-bombardeiros são desmontados anualmente, garantindo que suas tecnologias furtivas não caiam nas mãos dos oponentes. Porém, com 52 aeronaves F-117 armazenadas e habilitadas para voar, e apenas quatro aviões sendo desmontados por ano, o número de aeronaves restantes ainda é considerável.

    Durante o momento em que a aeronave foi flagrada foi possível notar que as manobras realizadas não condizem com o padrão de voo das aeronaves F-117. Isso porque, enquanto os caças de quarta geração utilizam lugares como o Star Wars Canyon para aperfeiçoar seus voos em baixa altitude e capacidades de realizar manobras apertadas para melhorar sua capacidade de evitar a defesa antiaérea inimiga, o F-117 foi designado para voar em uma altitude média, confiando na sua baixa visibilidade para fugir à detecção.

    Dessa maneira, o motivo pelo qual a aeronave estava voando nas proximidades da Área 51, além de estar agindo estranhamente, faz com que surjam dois grandes mistérios.

    Existem duas hipóteses com relação aos mistérios e uma delas é que a aeronave poderia ser utilizada para simular um agressor, já que pode utilizar baixa visibilidade, além de ser muito útil em treinamentos para os caças de quinta geração, capazes de rastrear a localização aproximada da aeronave.

    Com isso, seria possível explicar as manobras incomuns executadas pela aeronave, em que sobrevoou a região da Área 51 por duas horas, abordando manobras completamente diferentes de tudo o que já foi praticado com a aeronave.

    A segunda hipótese seria que os EUA estariam apenas se divertindo com a aeronave antes dos últimos suspiros dos F-117, e o piloto aproveitou para passar um bom momento executando essas manobras na região.

    Mais:

    Lockheed Martin defende F-35 em meio a críticas do Pentágono e concorrência da Boeing
    Analistas americanos duvidam da capacidade do F-35 de derrubar mísseis balísticos
    Caça F-35 está entre os 5 piores caças dos EUA, aponta mídia
    Tags:
    avião de ataque, avião de combate, avião de assalto, Bombardeiro, F-117, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar