19:51 16 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Míssil teleguiado USS Zumwalt (DDG 1000) transita a estação naval de Mayport em seu caminho para o porto de Jacksonville, Flórida, 25 de outubro de 2016

    Redução de custo poderia sair cara ao projeto do destróier Zumwalt dos EUA (FOTOS)

    © AFP 2019 / PO2 Timothy SCHUMAKER / US NAVY
    Defesa
    URL curta
    381

    Os motivos que levaram os construtores navais norte-americanos a instalar armas Bushmaster de 30 milímetros em seus destróieres da classe Zumwalt foram descobertos.

    As armas, que podem ser vistas na foto abaixo, possivelmente substituirão os MK110 de 57 milímetros, que, anteriormente, foram montados em cúpulas sobre o hangar do navio, segundo o portal The Drive.

    1 / 3
    Sistema de armas de 30 mm, Mk-46

    A escolha de um sistema de menor capacidade é vista como uma tentativa de economizar. Além disso, o portal afirma que, apesar de as armas serem mais baratas, os Bushmaster são totalmente diferentes.

    Isso porque as armas de 57 milímetros são capazes de disparar 220 projéteis por minuto, apresentando um alcance de mais de 14 quilômetros, enquanto que os Bushmaster disparam apenas 200 projéteis por minuto, possuindo um alcance aproximado de três quilômetros, aponta a agência de notícias USNI News.

    Além disso, as armas de 57 milímetros possuem um poder de destruição maior, disponibilizando munições inteligentes, características que as armas de 30 milímetros não possuem.

    "A classe Zumwalt, como conhecemos atualmente, é apenas uma sombra do projeto que foi criado originalmente", destaca o portal The Drive, enfatizando que "as capacidades e o design pouco visível permaneceram reduzidos como parte da iniciativa aplicada para economizar dinheiro".

    "Existe uma possibilidade real de que os AGS sejam totalmente removidos do navio sem disparar uma única vez", afirma o portal The Drive.

    As consequências da produção de apenas três navios da classe Zumwalt e a redução de custo foram tão longes que fizeram com que os AGS de 55 milímetros instalados a bordo ficassem totalmente obsoletos, principalmente pelo fato de a munição custar muito cara quando adquiridas em pouca quantidade.

    Mais:

    Marinha dos EUA põe em serviço novo navio com tecnologia furtiva
    Rápido desenvolvimento da Marinha chinesa retira vantagem dos EUA e preocupa Taiwan
    Almirante da Marinha dos EUA apela para 'ofensiva' contra Rússia e China
    Tags:
    navio de guerra, destróieres, navio, Marinha, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar