18:55 23 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Foto publicada pelo Ministério da Defesa iraniano mostrando um sistema de defesa antiaérea com mísseis Sayyad-2 preparados para serem lançados em um local não revelado no Irã, 9 de novembro de 2013

    Irã não terá outra opção senão continuar com programa de mísseis, diz general iraniano

    © AP Photo / Ministério da Defesa iraniano
    Defesa
    URL curta
    6182
    Nos siga no

    O Irã apresentou um novo míssil de cruzeiro terra-terra de médio alcance em meio aos temores dos EUA e da Europa sobre o arsenal e testes de mísseis da República Islâmica.

    A política do Irã de limitar as capacidades de suas forças de mísseis mudará se as potências mundiais continuarem a tentar forçar o país a ficar indefeso, afirmou o subcomandante do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica do Irã, general de brigada Hossein Salami, relata o canal Press TV. 

    Salami alertou que "se os europeus e outros querem perseguir o desarmamento dos mísseis da República Islâmica do Irã com base em uma conspiração, não teremos outra opção senão recorrer a um avanço estratégico", acrescentando que "nossa estratégia de defesa pode mudar de acordo com as condições e mudanças no comportamento dos jogadores."

    O comandante observou que o Irã está mantendo um limite no alcance e no poder de seus mísseis com base na estratégia defensiva do país, mesmo que tecnicamente não tenha limitações em termos de melhorar seu arsenal.

    "Todos os que me ouvem hoje concordam com a nova realidade, a força dos mísseis iranianos: não há obstáculos ou limitações técnicas para aumentarmos o alcance [dos mísseis]", ressaltou.

    Nos últimos meses, os EUA e vários de seus aliados europeus expressaram preocupação com o arsenal de mísseis e testes de mísseis do Irã, ameaçando impor sanções contra o país e alegando que os testes violam os termos do acordo nuclear de 2015. Teerã negou as alegações, argumentando que suas atividades estão em total conformidade com os tratados internacionais, incluindo o acordo nuclear, e enfatizando que a posse do Irã de uma capacidade "defensiva" de mísseis não é "negociável".

    O Irã tem um grande arsenal de mísseis convencionais de curto, médio e longo alcance desenvolvidos internamente, incluindo as séries Shahab, Zelzal e Fateh-110, entre outros. Os EUA, a União Europeia, a Arábia Saudita e Israel argumentam que essas armas representam uma ameaça à segurança regional.

    Mais:

    Irã apresenta novo míssil de cruzeiro 'com eficácia muito alta' (FOTOS, VÍDEO)
    'Golpe sobre sistema de controle de armas': EUA notificam Rússia sobre saída do INF
    Netanyahu não está impressionado com ameaças do Irã de destruir Israel
    Tags:
    acordo nuclear, testes, arsenal, desarmamento, míssil, União Europeia, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar