20:58 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Tanque T-34-85 participando de ensaios do desfile militar na Praça Vermelha

    De Cuba ao Iêmen: onde os lendários T-34 continuam em serviço?

    © Sputnik / Evgeny Biyatov
    Defesa
    URL curta
    360

    O Laos devolveu para a Rússia 30 tanques T-34-85 completamente operacionais, que desde 1987 permaneciam em serviço do exército do país asiático. Os blindados, símbolo da vitória da URSS sobre a Alemanha nazista, serão utilizados em diferentes paradas, exposições e em cenas de filmes.

    Mas, além do Laos, há muitos outros países que continuaram usando os T-34 depois da Segunda Guerra Mundial.

    Após a guerra, o tanque T-34-85 permaneceu em serviço de quarenta Estados da Europa, América, Oriente Médio, Ásia e África e participou da maior parte das guerras e conflitos regionais da segunda metade do século XX, apesar de nem sempre ter operado nas primeiras fileiras. A simplicidade de seu uso, confiabilidade, uma boa combinação de blindagem, armamento e capacidade de manobra, bem como sua rica experiência de combate tornaram o T-34-85 um adversário perigoso, mesmo para as máquinas mais modernas.

    O T-34 foi amplamente utilizado nos primeiros meses da Guerra da Coreia contra um adversário que tinha supremacia aérea e superava em quantidade e qualidade no que tange aos veículos blindados. Mesmo assim, os tanques de fabricação soviética atingiram 34 tanques americanos, 15 dos quais ficaram irrecuperáveis.

    Vale recordar que os EUA sofreram a primeira perda aérea devido a um tanque T-34-85, em 3 de julho de 1950, ao atacarem uma coluna norte-coreana, as tripulações dos tanques não se atrapalharam e retaliaram, tendo destruindo completamente a aeronave do major Amos Sluder.

    Durante a Crise de Suez de 1956, os tanques egípcios T-34-85 combateram em pé de igualdade com os Sherman israelenses e os AMX-13 franceses. Da guerra do Vietnã participaram os tanques Type 58 – a cópia chinesa do T-34-85, mostrando sua eficácia em ações de emboscada.

    Em 1961, os tanques soviéticos comprovaram sua alta eficácia em Cuba durante os combates na Baía dos Porcos. Realisando uma contraofensiva, Cuba derrotou os invasores em dois dias. No último bastião defensivo, o povoado de Playa Girón, a primeira a entrar foi uma companhia de T-34-85 comandada por Fidel Castro.

    Estes tanques participaram também de outros conflitos: do golpe do Estado de 1962 no Iêmen, da Guerra dos Seis Dias de 1967, da invasão turca no Chipre em 1974, das guerras civis em Angola e no Afeganistão. A partir de 1990, devido à falta de peças de reposição e ao desgaste geral, a maior parte dos países que utilizava os tanques começou a usá-los como artilharia autopropulsada ou os enterrava até à torre, os transformando em posições fortificadas. Entretanto, em 1991, durante os combates no litoral do Adriático, um T-34-85 da Croácia aguentou dois impactos de mísseis antitanque Malyutka e destruiu um tanque T-55 sérvio, muito mais "jovem" e moderno para a época.

    Hoje em dia o T-34-85 permanece em serviço na Coreia do Norte, Laos, Cuba, República do Congo, Guiné, Guiné-Bissau, Mali, Nigéria, Namíbia e Iêmen.

    O T-34-85 participa dos combates no Iêmen em ambos os lados do conflito. Na Internet têm surgido vídeos de uso desse tanque em combates tanto pelas tropas governamentais, como pelos rebeldes houthis. Os veículos são utilizados sobretudo na qualidade de posições de fogo móveis fortificadas para apoio de infantaria.

    Concluindo, importa ressaltar que as capacidades de combate do T-34-85 e a influência que estes tanques tiveram sobre as melhoras escolas de construção de tanques são reconhecidas em todo o mundo. Não é por acaso que o canal de televisão Discovery deu ao lendário "veterano" a primeira posição no ranking dos melhores tanques de todos os tempos.

    Mais:

    NI avalia superioridade do tanque russo T-14 Armata sobre blindados da OTAN
    'Eterno' tanque T-55 soviético é flagrado em manobras do Exército da Mongólia (FOTO)
    Tanque T-72 civil transporta enorme avião em aeroporto de Moscou (VÍDEO)
    Tags:
    tanque, T-34, Laos, Coreia do Norte, Iêmen, Cuba, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar