11:10 17 Janeiro 2019
Ouvir Rádio
    Veículo militar levando o míssil chinês DF-21D

    China estaria a ponto de ser dona do míssil balístico submarino mais potente do mundo?

    © AFP 2018 / Greg Baker
    Defesa
    URL curta
    11384

    Embora as capacidades dos submarinos chineses estejam bem atrás das dos americanos e russos, as tecnologias de mísseis balísticos da China progrediram fechando a lacuna na defesa, escreve a revista The Military Watch.

    A edição destaca os projetos chineses "assassino de porta-aviões" DF-21D e o míssil balístico intercontinental hipersônico estratégico DF-41. Estas armas do arsenal chinês, de acordo com The Military Watch, se tornaram nas mais avançadas do mundo no momento de entrada em serviço das Forças Armadas chinesas.

    Segundo a publicação, as características completas do novo míssil JL-3 ainda são desconhecidas, mais o míssil é um análogo próximo do DF-41 com um desempenho comparável em muitos aspectos. O míssil teria sido testado pela primeira vez no fim de novembro de 2018 com alcance de 12.000 a 14.000 km.

    A velocidade de impacto estimada deste míssil de mais de 20 Mach o torna extremamente difícil de ser interceptado, e sua capacidade de transportar múltiplas ogivas independentes faz com que ele seja valioso para o arsenal estratégico da China, diz-se no artigo.

    Com os sistemas norte-americanos de mísseis terra-ar, lutando consideravelmente para interceptar qualquer coisa que esteja viajando a mais de 3 Mach, o JL-3 garantirá a vulnerabilidade mútua a ataques nucleares entre as duas potências.

    O novo míssil provavelmente será implantado em futuros submarinos de mísseis balísticos da China, da classe Type 096, que deverá ter capacidades comparáveis aos submarinos dos EUA e da Rússia. Além do mais, talvez mísseis JL-3 podem vir a ser instalados em submarinos mais antigos para substituir os JL-2, de acordo com a mídia.

    Mais:

    China reforçará forças armadas com dezenas de novos armamentos em 2019
    Qual seria estratégia da China para aniquilar Força Aérea dos EUA?
    Caça de 4ª geração faz China 'esquecer' seu avançado caça J-20, diz especialista
    Tags:
    avançado, tecnologia militar, míssil balístico, DF-41, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik