07:54 16 Janeiro 2019
Ouvir Rádio
    Submarino nuclear da classe Borei Aleksandr Nevsky (foto do arquivo)

    Portal americano simula ataque nuclear de submarino russo aos EUA

    © "Sevmash"
    Defesa
    URL curta
    17271

    Um portal americano simulou as consequências de um ataque nuclear de um submarino estratégico russo do tipo Borei com mísseis portadores de ogivas nucleares contra EUA, concluindo que um só submarino seria suficiente para causar danos irreparáveis ao Exército e à Marinha americanos.

    O portal We Are The Mighty escreveu que a melhor posição para o lançamento de mísseis de um submarino russo seria as águas do golfo do México, de onde os mísseis Bulava, que possuem alcance superior a 9.000 km, poderiam atingir todas as importantes instalações militares e de comunicação dos EUA, tais como o Pentágono, a Base Naval Kings Bay — no sul da Geórgia — e a Base Whiteman da Força Aérea em Missouri.

    Nota-se que cada um dos mísseis balísticos carregaria seis ogivas nucleares de potência superior a 100 quilotons, sendo todos os mísseis Bulava lançados em um minuto.

    A publicação acredita que a sede do Comando da Defesa Aeroespacial da América do Norte (NORAD), localizada no Monte Cheyenne, nãos seria atingida, mas outras instalações, incluindo o Centro Bacteriológico do Exército dos EUA Fort Detrick, a base da Agência de Segurança Nacional em Fort Meade, o Corpo de Fuzileiros dos EUA seriam destruídos, sem contar na morte de centenas de milhares de pessoas.

    Mesmo assim, o autor da publicação considera o cenário improvável, visto que o lançamento de uma potência nuclear levaria ao início de guerra mundial, que ninguém sairia ganhando.

    Cenários como esse aparecem regularmente na mídia americana. Por exemplo, em setembro, o canal de TV CNBC publicou um artigo afirmando que os submarinos nucleares russos do tipo Borei seriam capazes de destruir os EUA com um golpe esmagador em 2024.

    A publicação afirmou que, ao contrário do míssil balístico tradicional, o Bulava é capaz de transportar até 10 ogivas nucleares e hipersônicas. Naquela época o general da Força Aérea dos EUA, John Heithen, disse no Senado que "eles não têm defesa contra essas armas".

    Os submarinos nucleares russos de quarta geração do projeto Borei e Borei-A, equipados com mísseis balísticos intercontinentais R-30 Bulava, deverão ser o elemento principal do componente naval estratégico russo nas próximas décadas.

    O Borei tem 170 metros de cumprimento, 13,5 metros de largura e deslocamento de 24 mil toneladas. Podem se mover debaixo d'água a uma velocidade de 29 nós, mergulhar a uma profundidade de 450 metros e passar 90 dias navegando automaticamente. Estes submarinos podem ser equipados com 16 mísseis balísticos intercontinentais R-30 Bulava.

    Mais:

    Especialista revela vantagem do submarino russo da 4ª geração perante análogo americano
    Conheça Riachuelo, o novo submarino brasileiro (FOTOS, VÍDEO)
    Índia confirma interesse em submarino nuclear russo, diz mídia
    Tags:
    nuclear, ataque, Bulava, Borei, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik