17:15 16 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    A velocidade máxima do míssil Avangard, dotado de um corpo de titânio resistente às altas temperaturas, supera 20 vezes a velocidade do som

    EUA reconhecem incapacidade de resistir às armas hipersônicas da Rússia

    © Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia
    Defesa
    URL curta
    25430
    Nos siga no

    Os EUA não têm uma proteção eficaz contra as armas hipersônicas da Rússia e da China, afirma o relatório do GAO, Escritório de Prestação de Contas do Governo dos Estados Unidos.

    "A China e a Rússia se concentraram em armas hipersônicas porque a sua velocidade, altitude e manobrabilidade permitem atingir a maioria dos sistemas de defesa antimíssil. As armas também podem ser usadas para melhorar as capacidades das armas nucleares convencionais e de longo alcance", diz.

    "Não há contramedidas", ressalta o relatório.

    Em seu discurso à Assembleia Federal (parlamento bicameral da Rússia) em 1º de março de 2018, o presidente russo, Vladimir Putin, falou sobre novos armamentos desenvolvidos na Rússia, inclusive os destinados a superar sistemas de defesa antimíssil dos EUA. Assim, o presidente informou sobre a criação de uma nova arma hipersônica – o sistema Avangard — capaz de voar nas camadas densas da atmosfera com alcance intercontinental a uma velocidade 20 vezes mais rápida do que a velocidade do som.

    Mais:

    Chanceler russo: Poroshenko prepara provocação militar na fronteira com a Rússia
    Força Estratégica de Mísseis da Rússia ganhará reforços até o fim do ano
    Think tank dos EUA alerta que navios americanos perderiam batalha com Rússia ou China
    Tags:
    armas hipersônicas, Avangard, EUA, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar