02:40 10 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Helicópteros Mi-28 Caçador Noturno nas competições entre pilotos militares Aviadarts 2016 (imagem referencial)

    Helicópteros russos ganharão bombas pesadas não guiadas

    © Sputnik / Evgeny Biyatov
    Defesa
    URL curta
    1100

    O Ministério da Defesa da Rússia reviu o sistema de armamento dos helicópteros de combate e decidiu equipar as aeronaves Mi-28 e Ka-52 com armas jamais instaladas anteriormente.

    Trata-se de bombas pesadas não guiadas que até o momento eram consideradas incompatíveis com estes helicópteros, que usam principalmente mísseis guiados e não guiados.

    Tudo indica que, em certas condições, estes helicópteros vão ser usados no lugar de aviões para diminuir custos operacionais. Em suma, nos próximos dois anos, 22 helicópteros serão modificados para transportar bombas aéreas, escreveu a edição russa Izvestia, cintando fontes do Ministério da Defesa.

    Essas aeronaves serão equipadas com o mesmo sistema de fixação que os caças Su-30, Su-35 e MiG-29 normalmente possuem. Para isso, os engenheiros vão modificar o sistema para que sejam levadas em consideração a velocidade do helicóptero, a altura do voo e as condições climáticas.

    Prevê-se que a precisão dos ataques seja mais próxima da de projéteis guiados. Entre as bombas que serão usadas nos helicópteros está a FAB-500, que são produzidas em massa e exportadas para diversos países. Além disso, trata-se da munição mais utilizada durante a operação síria.

    O especialista militar Anton Lavrov explicou que o uso de helicópteros ao invés de bombardeiros diminuirá os custos e aumentará eficácia na hora de atacar alvos terrestres.

    "O lançamento de bombas de helicópteros será mais eficiente durante operações locais antiterroristas, como, por exemplo, na Síria. Os helicópteros de assalto, incluindo o Mi-28, têm um sistema moderno de navegação e de precisão capaz de realizar bombardeamentos de navegação."

    De acordo com o especialista, o computador de bordo participa muito na mira de alvos com recebimento de coordenadas de satélites.

    "Desta maneira, as bombas pesadas poderão ser lançadas não apenas de helicópteros em posição estática. Helicópteros vão bombardear como aviões, acelerando e executando manobras. No futuro, os helicópteros também poderão usar bombas guiadas."

    Durante a guerra no Afeganistão, militares usavam helicópteros para lançar bombas contra alvos fortemente protegidos, enfrentando restrições na altura de voo e por contar com pontaria obsoleta.

    Portanto, os ataques eram muito menos eficazes, já que os helicópteros permaneciam em uma só posição, tornando-se alvo fácil para sistemas de defesa antiaérea.

    Mais:

    Caça camicase da 2ª Guerra Mundial teria sido decisivo ou um grande fracasso?
    Corrida de tanques russos marca aniversário do criador do T-34 (VÍDEO)
    Indústria naval confirma construção de novos navios anfíbios para Marinha russa
    Tags:
    bombas, Ka-52, Mi-28, Forças Armadas, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik