10:51 15 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Dassault Mirage III

    Paquistão tornou seus caças Mirage de segunda geração em equipamentos modernos

    CC BY 2.0 / Bob Adams / SAAF Museum Mirage III R2Z 857
    Defesa
    URL curta
    4153

    O caça Dassault Mirage III foi desenvolvido pela Dassault Aviation da França na década de 50, sendo o primeiro caça europeu capaz de voar a velocidade de Mach 2.

    Em 1960, o caça passou a integrar a Força Aérea francesa, sendo seu jato de combate principal durante a Guerra Fria. Na época, o Mirage III era considerado uma alternativa mais barata em comparação com o caça americano F-4 Phantom, segundo a revista Military Watch.

    Além disso, a aeronave possuía diversas versões, sendo utilizada por aproximadamente vinte países. O destaque da aeronave seria sua simplicidade, fiabilidade e desempenho. Dentre as guerras em que participou a aeronave está a Guerra dos Seis Dias, outros conflitos do Oriente Médio, conflitos entre o Paquistão e a Índia e a Guerra da Malvinas.

    Com o decorrer do tempo, as forças armadas de diversos países já retiraram do serviço a aeronave francesa. Entretanto, o Paquistão é o único a manter em operação o Mirage III, inclusive atualizando e modernizando as aeronaves.

    A Força Aérea do Paquistão adquiriu seus primeiros caças Mirage III em 1967, tendo eles sido utilizados com sucesso em 1971 durante a guerra entre a Índia e o Paquistão, não sofrendo perdas na ocasião. O desempenho da aeronave era tão satisfatório que o país decidiu manter a aeronave em operação mesmo tendo um alto custo efetivo.

    O Paquistão então decidiu iniciar o projeto ROSE, que visava a modernização dos aviônicos militares e sistemas eletrônicos da aeronave, bem como o sistema de computador de bordo. Sendo assim, o Mirage III recebeu tecnologias dos caças de terceira e quarta gerações, como armas, novos monitores, radares, sistema de ataque, sistema de navegação, sistema GPS, radares de alerta, entre outros dispositivos.

    O Mirage III ficará ativo até que sejam substituídos nos anos 2020. A frota do Paquistão conta com caças JF-17 Thunder, fabricados conjuntamente pela China e Paquistão, além dos F-16 americanos e Mirage 5.

    Mais:

    Resposta aos S-400 na Índia? Paquistão considera compra de drones chineses
    Paquistão teste míssil nuclear após Índia oficializar compra do S-400 russo
    Paquistão convoca diplomata indiano após morte de aldeão na Caxemira
    Tags:
    avião de assalto, avião de ataque, caças, avião de combate, Paquistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik