09:41 19 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Sistema de defesa antimíssil norte-americano Patriot PAC-3 em ação

    Mísseis americanos Patriot fortalecem futura defesa antiaérea da Alemanha

    CC BY 2.0 / Agência de defesa antimíssil dos EUA
    Defesa
    URL curta
    7112

    As autoridades dos Estados Unidos aprovaram a integração de mísseis norte-americanos Patriot PAC-3 no futuro sistema de defesa antiaérea da Alemanha.

    Segundo comunica a agência Reuters, citando representantes do Pentágono, o Bundeswehr (Forças Armadas da Alemanha) planeja substituir o seu sistema MEADS (Medium Extended Air Defense System, na sigla em inglês) que atualmente constitui a base da defesa antiaérea alemã, por complexos antimísseis estadunidenses Patriot.

    Em particular, destaca-se que o país europeu pretende assinar o contrato de entrega em 2019 e posicionar o sistema em seu território já em 2025.

    Em agosto, o Ministério da Defesa da Alemanha pediu às empresas Lockheed Martin norte-americana e MBDA europeia para apresentarem as propostas finais. No entanto, indica a agência, citando as palavras de uma fonte que conhece a situação, a integração dos novos mísseis no sistema de defesa antiaérea alemã precisou da aprovação de Washington.

    Um representante do Departamento de Defesa dos EUA confirmou essas informações à Reuters, sem, no entanto, fornecer quaisquer detalhes.

    Vale destacar que, de acordo com dados preliminares, o preço do novo sistema pode superar em alguns bilhões seu custo inicial, estimado em 4 bilhões (R$ 16,9 bilhões).

    O sistema Patriot é um sistema de mísseis de longo alcance projetado para proteger contra aeronaves, drones e mísseis balísticos ou de cruzeiro. A solução de longo alcance e alta altitude foi testada mais de 3.000 vezes.

    Mais:

    Mídia: novíssima arma dos EUA resulta 'inútil' contra mísseis russos
    National Interest revela vulnerabilidades das bases dos EUA perante mísseis russos
    'Nós seremos um alvo': alemães comentam planos dos EUA de posicionar mísseis na Europa
    Mísseis dos EUA na Europa serão 'pistola apontada para têmpora da Rússia', indica analista
    Tags:
    contrato, entregas, defesa antiaérea, mísseis, Patriot Advanced Capability-3, Lockheed Martin, Bundeswehr, Alemanha, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik