11:20 10 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Lançamento do novíssimo míssil russo Avangard

    Especialista desmente 'provocações' americanas sobre mísseis russos Avangard

    © Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia
    Defesa
    URL curta
    19423

    O especialista militar russo Igor Korotchenko chamou de "desinformação" a afirmação de que a Rússia alegadamente não pode encontrar um fornecedor de fibra de carbono para produzir a fuselagem do sistema de mísseis hipersônicos Avangard.

    De acordo com o canal de TV CNBC, o problema consiste no fato da Rússia não ser capaz de encontrar uma produtora de importantíssimos componentes de fibra de carbono para a fabricação da fuselagem do Avangard.

    A fuselagem do Avangard produzido de fibra de carbono usado agora alegadamente não aguenta o aquecimento durante a reentrada na atmosfera, o que provoca a falha dos sistemas internos.

    "É uma desinformação organizada propositadamente no âmbito das operações informacionais do Pentágono. Não é a primeira ou última provocação, quando eles [os norte-americanos] põem em causa a eficácia das tecnologias russas na esfera das novas armas estratégicas", comentou à Sputnik Igor Korotchenko.

    Lançamento do famoso míssil Avangard, apresentado em 1º de março deste ano pelo presidente russo, Vladimir Putin
    © Sputnik / Ministério da Defesa da Federação da Rússia
    Para ele, a Rússia não deve se defender ou apresentar, como propõe o representante do Pentágono, "provas reais" de que o programa Avangard está se realizando com sucesso.

    O especialista opina que as tecnologias de produção de fibras de carbono para os avançados produtos russos já foram elaboradas, não há problemas nenhuns com seu fornecimento.

    "Existe o sistema Avangard em série que, de acordo com o plano e no âmbito do programa estatal de armamentos e da encomenda estatal, está entrando em serviço. Todos os objetivos indicados para a produção em série desses sistemas serão cumpridos no seu volume total", acrescentou Igor Korotchenko.

    Em seu discurso na Assembleia Federal da Rússia em 1º de março de 2018, o presidente russo, Vladimir Putin, declarou que a Rússia desenvolveu o sistema de mísseis Avangard, capaz de voar nas camadas densas da atmosfera com alcance intercontinental a uma velocidade hipersônica, 20 vezes mais rápida do que a velocidade do som.

    O representante do Ministério da Defesa da Rússia afirmou que o Ministério assinou o contrato para produção em série do primeiro lote dos Avangard.

    Segundo avalia o especialista militar russo Igor Korotchenko, "a caraterística distintiva do sistema de mísseis Avangard é sua capacidade de portar ogivas planadoras, isso significa que a ogiva não atinge um alvo pela trajetória balística clássica, que pode ser calculada e se torna previsível para os sistemas de intercepção de mísseis, mas por uma imprevisível".

    O sistema Avangard é uma arma confiável e eficaz que permite "destruir" todos os esforços dos EUA para criação de um sistema estratégico de defesa antimísseis, concluiu o especialista.

    Mais:

    Paquistão teste míssil nuclear após Índia oficializar compra do S-400 russo
    Trump teria confundido vídeo antigo sobre Coreia do Norte com lançamento de míssil ao vivo
    Analista militar ucraniano anuncia criação de míssil capaz de 'alcançar Moscou'
    Rússia realizou 2 testes com míssil capaz de romper qualquer defesa, diz ministério
    Com 'guarda-chuva' S-300 não tem míssil israelense que passe
    Tags:
    desinformação, defesa antiaérea, fornecedores, provocação, fabricação, mísseis, Avangard, Pentágono, Igor Korotchenko, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik