05:41 13 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Marinheiro ucraniano de guarda em Odessa, em 3 de maio de 2015

    Ucrânia reforça grupo naval no mar de Azov com lanchas blindadas

    © AFP 2018 / GENYA SAVILOV
    Defesa
    URL curta
    216

    As Forças Armadas da Ucrânia reforçaram seu grupo de forças navais na área perto do mar de Azov, comunicou o comandante das Tropas Terrestres do país, coronel-general Sergei Popko, em sua página no Facebook.

    De acordo com ele, dessa forma o Estado-Maior da Ucrânia pretende assegurar um "controle total" da situação na região, bem como apoiar o grupo de navios e garantir a defesa do litoral.

    O vice-ministro da Infraestrutura do país, Yuri Lavrentyuk, por sua vez, comunicou no Facebook que a Ucrânia transferiu ao mar de Avoz duas lanchas blindadas da classe Gyurza-M. No dia 9 de setembro foi lançada à água a lancha blindada Lubny, enquanto no dia 11 foi lançada a Kremenchug.

    Anteriormente, o Conselho de Segurança e Defesa Nacional da Ucrânia (RNBO, sigla em ucraniano) decidiu reforçar a presença miliar no mar de Azov e equipar os destacamentos da guarda costeira ucraniana com mísseis.

    Kiev vem acusando Moscou de bloquear a entrada de navios que seguem para os portos ucranianos através do estreito de Kerch. A paragem dos navios causa prejuízos aos seus armadores, segundo as autoridades ucranianas.

    Por sua vez, o Serviço Federal de Segurança russo desmente essas informações, indicando que todas as inspeções de embarcações estrangeiras são efetuadas conforme o direito marítimo internacional e que por parte dos armadores dos navios não tem havido queixas ou reclamações.

    Mais:

    Eis as razões que levam Ucrânia a participar da 'lavagem de armas' para terroristas sírios
    Chancelaria da Ucrânia defende revisão de relações com a Rússia
    Revista norte-americana exclui quaisquer chances da Ucrânia reaver Crimeia
    Tags:
    lanchas, mar de Azov, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik