15:16 20 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Soldados do Exército Popular de Libertação da China (PLA) na parada militar comemorativa do 90º aniversário do exército chinês, julho de 2017

    Estes são 7 sinais de que exército chinês está ficando cada vez mais perigoso

    © REUTERS / China Daily
    Defesa
    URL curta
    12573

    O analista em segurança dos EUA, Michael Peck, em artigo publicado na revista The National Interest enumerou os sete principais sinais para provar que a China está avançando no desenvolvendo de seu exército, tornando-se cada vez mais poderoso.

    O analista em segurança dos EUA, Michael Peck, em artigo publicado na revista The National Interest enumerou os sete principais sinais do relatório para provar que o país asiático está avançando no desenvolvendo de seu exército, tornando-se cada vez mais poderoso.

    Exército chinês está se tornando mais flexível

    O maior exército do mundo está se movendo "para um modelo de manobra mais ocidental com brigadas e batalhões travando guerra combinada".

    "Cada agrupamento do exército agora é composto por múltiplas brigadas de armas combinadas: uma brigada de artilharia, uma brigada de defesa aérea, uma brigada da SOF [forças de operações especiais], uma brigada de aviação do exército, uma brigada de engenheiros e defesa química e uma brigada de logística", segundo o relatório.

    Em 2017, "se viu aumentos e aperfeiçoamentos na defesa aérea, artilharia, de manutenção, de engenharia, e sistemas de defesa química em todos os níveis. Esta modernização seletiva permite passar a uma brigada e um batalhão como os principais escalões operacionais [em vez de muitos exércitos], dando a seus comandantes uma proteção crítica, poder de fogo, capacidades de reconhecimento e de logística".

    Exército do gigante asiático está cheio de tecnologias de ponta

    O Exército de Libertação Popular está adotando todas as capacidades que o tornam mais mortais do que somente números sugerem. O ano de 2017 presenciou "crescimento e melhorias na Força Aérea, na artilharia, na sustentabilidade de apoio, nos engenheiros e nos sistemas de defesa química em todos os níveis. Esta modernização seletiva possibilita que batalhões e brigadas se tornem os escalões operacionais principais, dando aos seus comandantes as capacidades críticas de proteção, de ataque de fogo, de reconhecimento e de sustentabilidade". 

    Exército chinês está se tornando uma 'força conjunta'

    Enquanto os exércitos mais modernos estão se acostumando com operações conjuntas terra-ar-mar, a China vem se focando no Exército, com a Força Aérea e Marinha desempenhando papel de apoio. Mas a China está convertendo suas Forças Armadas em uma força capaz de efetuar operações combinadas.

    China se preocupa com defesa antimíssil norte-americana

    Navios da Marinha chinesa participam de manobras no mar Amarelo
    © East News / Liu Zheng/Color China Photo/AP Images
    O gigante asiático está desenvolvendo múltiplas contramedidas para que seus mísseis balísticos possam invadir a defesa antimíssil dos EUA e de seus aliados. Estes incluem veículos de reentrada manobráveis (MARV, sigla em inglês), veículos de reentrada múltiplo e independentes (MIRV), chamarizes, antirradares, interferências eletrônicas, escudos térmicos e veículos hipersônicos, de acordo com o relatório do Pentágono.

    Chineses estão desenvolvendo frota letal de drones

    "Em 2017, representantes chineses da indústria de defesa afirmaram estar desenvolvendo drones furtivos de longo alcance capazes de sair ao espaço, e o Exército Popular de Libertação poderia em breve começar a adotar em serviço os drones de longo alcance e de alta altitude operacional Xianglong", destacou o relatório do Pentágono.

    Taiwan enfrenta problemas

    "Os gastos militares de Taiwan permanecem em torno de 2% de seu PIB", assinalou o relatório. "A presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, prometeu recentemente aumentar o orçamento de defesa da ilha a um índice pelo menos igual ao crescimento econômico em geral, sem incluir um fundo especial adicional reservado para grandes aquisições na defesa. Enquanto isso, o orçamento de defesa oficial da China cresceu aproximadamente 15 vezes em comparação com o de Taiwan, focando principalmente na unificação de Taiwan ao território continental chinês à força."

    Exército chinês está se globalizando

    O poderio militar chinês está se expandindo para além do Pacífico ocidental. "Em agosto de 2017, a China inaugurou oficialmente sua primeira base militar no exterior, em Djibuti, instalando fuzileiros navais e equipamentos na base", conforme o relatório. "É provável que a China tente estabelecer instalações militares adicionais de logística em países com quem mantém longas relações amistosas", concluiu.

    Mais:

    China protesta contra Ato de Autorização de Defesa Nacional dos EUA
    'Sou uma aeronave imune americana': EUA provocam Pequim no mar do Sul da China (VÍDEO)
    Ameaça da Rússia e China? Analista comenta planos dos EUA de instalar armas no espaço
    Tags:
    exército, poderio militar, análise, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar